PousoAlegrenet

Menu

Delfim Moreira realiza a terceira edição da Festa do Marmelo com inovações

Degustações da sopa de marmelo, da marmelada artesanal, dos pratos preparados por chefs convidados; concurso gastronômico com foco nos produtos locais - marmelo, truta, pinhão e frutas de clima temperado -; participação de restaurantes; oficinas; palestras e relatos de experiências sobre a cultura do marmelo; troca de saberes e sabores e apresentações musicais fazem do evento um ótimo programa para o Feriado de Tiradentes, sem contar os encantos da acolhedora Delfim Moreira, incrustada na Mantiqueira

As instalações da antiga fábrica da Cica, em Delfim Moreira, irão se transformar em um ambiente acolhedor de 21 a 23 de abril para sediar a Festa do Marmelo – 3º Festival de Gastronomia, Cultura e Arte, evento promovido pela Prefeitura de Delfim Moreira, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer e da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

Os visitantes serão recepcionados com a deliciosa Sopa de Marmelo, a estrela da Festa, a razão de ser do evento. Tamanha honraria a esta iguaria se deve ao valor que este bem cultural imaterial representa para o Município. “A receita está registrada no Livro de Saberes da Municipalidade e no IEPHA – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Com esta iniciativa de proteção e divulgação deste bem, o Município recebe pontuação do ICMS Patrimônio Cultural, transformada em recursos para ações de Salvaguarda da Sopa. Daí a Festa, que está na terceira edição”, explica a coordenadora de Patrimônio e Cultura de Delfim Moreira, Edméia Alkmin, uma das mentoras da criação do evento e integrante da comissão organizadora.

Mas não é somente a Sopa que merece destaque. A marmelada também. Ambas serão elaboradas ao vivo em grandes tachos fumegantes pela equipe de funcionários da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. E ofertadas para quem se aportar por lá para degustação gratuita durante todos os dias do evento. É muita fartura!

A edição deste ano traz inovações. Uma delas é a Praça de Alimentação com a instalação de alguns empreendimentos culinários e dois restaurantes gourmet: o Oca, de Delfim Moreira, e o convidado especial, o Manoel Joaquim, de Itajubá. Ambos irão participar de uma categoria do concurso gastronômico com pratos e sobremesas elaborados com a inclusão de produtos locais – marmelo, pinhão, truta e frutas de clima temperado. Além dos dois instalados ali, outros três deles, localizados na cidade – Pousada e Restaurante La Luna, Restaurante Sabor da Mantiqueira e Restaurante Recanto – estarão concorrendo ao concurso também. A premiação dos melhores pratos e sobremesas acontecerá no último dia do evento, domingo, 23 de abril.

Mais adiante estarão as tendas do Espaço Economia Solidária, que, nesta edição será ampliada com a chegada de novos participantes. Artesãos, donas de casa, entidades sociais, culinaristas, empreendedores informais irão compartilhar o espaço com uma diversidade de produtos que inclui uma série de produtos elaborados com marmelo e pinhão, os azeites especiais produzidos no Município e uma variedade de artesanato, entre outros.

Expositores participantes da edição de 2016

Expositores participantes da edição de 2016

Outra novidade será o Espaço do Conhecimento direcionado para palestras ministradas por profissionais da UFLA, Emater, Epamig e também para relatos de experiências de produtores de marmelo da região. Irão compartilhar o espaço os alunos da Escola Estadual Marquês de Sapucaí que apresentarão trabalhos de pesquisa sobre a cultura do marmelo.

O empreendedor Moisés Ribeiro é um dos convidados para relatar sua experiência na fabricação de marmelada

E para quem participar de alguma atividade neste Espaço receberá um presente: uma muda, de marmelo, óbvio. A iniciativa é do prefeito de Delfim Moreira, José Fernando Coura, um incentivador do retorno do cultivo do marmelo nas terras do Município. “Meu desejo é que em cada quintal das casas de Delfim Moreira seja plantado um pé de marmelo e que esta iniciativa se expanda para a zona rural e que, em alguns anos, voltemos a produzir a fruta em larga escala”, comenta, ele, saudosista.  “Na minha juventude colhi muito marmelo nas plantações de meu avô, comi fruta no pé”, rememora.

O prefeito de Delfim Moreira, senhor José Fernando Coura, incentiva o retorno da produção de marmelo nas terras do Município. Mas as novidades não param aí.  O Espaço Cozinha Caipira com fogão e forno à lenha, bancos e mesas de madeira irão remeter ao cenário rural das antigas fazendas.  É ali que serão elaboradas tachadas, aulas-show e oficinas gastronômicas por chefs e profissionais convidados. Também será um espaço para troca de saberes e sabores da comunidade local e visitantes.

O prefeito de Delfim Moreira, senhor José Fernando Coura, incentiva o retorno da produção de marmelo nas terras do Município

O ambiente ganhará cores e ares infanto-juvenis com a Exposição de Trabalhos de Educação Patrimonial com o tema O marmelo e seu legado – história, gente e patrimônio com a participação dos alunos da E.M. Filomena Peixoto Faria, de Delfim Moreira. Um dia que antecede a abertura oficial do evento, 20 de abril, será realizado um encontro entre a velha geração que viveu a época das antigas fábricas de doces e polpas de marmelo com estes estudantes para compartilhar suas vivências, lembranças e degustarem juntos, a Sopa de Marmelo.

A apresentação dos Tropeiros da Mantiqueira fez uma homenagem aos tempos passados em que o marmelo era levado às fabricas por tropas de burro

Além das atrações gastronômicas, em todas as noites haverá apresentações musicais.  A Abertura Oficial será na noite de 21 de abril com apresentação de Canto Coral da E. M. Filomena Peixoto Faria, seguida pelo Desfile dos Tropeiros da Mantiqueira. Às 23h subirá ao palco a Banda Mary Jane, e na sequência, a Banda Jarvis, ambas de Itajubá. Nas noites seguintes, mais apresentações musicais, entre elas a Banda Vinil Retrô, que irá se apresentar na noite de sábado, 22.

“É a festa do reencontro, da cultura, do resgate da época em que o marmelo era abundante na nossa região. Convido a todos para participarem deste evento. Para as novas gerações daqui e visitantes será uma ótima oportunidade para conhecerem parte de nossa história”, enfatiza o prefeito, José Fernando Coura.

CHEFS E OUTRAS PARTICIPAÇÕES

Os chefs Idolo Giusti, de São Paulo, e Gerson Michelli, de Pouso Alegre, irão preparar tachadas com produtos locais

Os chefs Idolo Giusti, de São Paulo, e Gerson Michelli, de Pouso Alegre, irão preparar tachadas com produtos locais

Dois chefs foram convidados para incrementarem as atividades gastronômicas. O chef ídolo Giusti, de São Paulo, com larga experiência em comida mateira, irá preparar a tachada Galinhada com marmelo assado e farofa de pinhão e irá ministrar a aula-show Moqueca de truta com marmelo e arroz de acafrão.  O Chef Gerson Michelli, de Pouso Alegre, com especialização em comida mineira e mediterrânea, irá elaborar a tachada Entrecote de porco com barbecue de marmelo.

O Curso de Pedagogia da FAI/Santa Rita do Sapucaí irá ministrar uma oficina gastronômica para crianças

O curso de Gastronomia da Univás/Pouso Alegre (foto da edição de 2016) retorna ao Festival para preparar uma tachada e um drink especial (veja programação)

Duas instituições de ensino da região irão participar do evento. O curso de Pedagogia da FAI – Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação, de Santa Rita do Sapucaí, irá ministrar uma oficina gastronômica para crianças. Já o curso de Gastronomia da Univás – Universidade do Vale do Sapucaí, de Pouso Alegre – irá executar duas atividades. A chef Michele Silva, professora do curso, e um grupo de alunos irão preparar um drink de boas-vindas denominado Bellini e, na sequência, irão ministrar a aula-show: Risoto de abóbora com carne Seca e pinhão aromatizado com cachaça.

O lançamento da cerveja artesanal de marmelo Pós-Doc é aguardado com expectativa

E tem mais. Tem lançamento da cerveja artesanal de marmelo Pós-Doc, desenvolvida especialmente para o evento pelo pesquisador e biólogo, Prof. Dr. Francisco Eduardo de Carvalho, de Pouso Alegre, que é aguardado com expectativa.

CONCURSO GASTRONÔMICO

Cinco restaurantes, quatro deles de Delfim Moreira, e um de Itajubá, o Manoel Joaquim, irão participar do concurso gastronômico promovido pela organização do evento com pratos e sobremesas elaborados com produtos locais – marmelo, truta, pinhão e frutas de clima temperado. Três jurados irão percorrer os restaurantes para emitir notas aos pratos e às sobremesas.

O concurso abrange ainda duas categorias: expositores do Espaço da Economia Solidária e comunidade. A premiação dos vencedores será no dia 23 (domingo) às 16h

Pousada e Restaurante La Luna (Delfim Moreira) Prato principal: Filé mignon suíno ao molho Deglaze com marmelo caramelizado e arroz à Farinata
Sobremesa: Torta de marmelo com amêndoas
Restaurante Sabor da Mantiqueira (Delfim Moreira) Prato principal: Truta defumada com chutney de marmelo e farofa de pinhão
Sobremesa: Doce de pera dura da serra
Restaurante Recanto (Delfim Moreira) Prato principal: Truta com molho Antilhas
Sobremesa: Marmelada
Oca Restaurante (Delfim Moreira) Prato principal: Costelinha suína ao molho de marmelo com batatas recheadas com creme de queijo Milknata
Sobremesa: Cheesecake com geleia de marmelo & tamarilho
Bar Manoel Joaquim (convidado especial, de Itajubá) Prato principal: Empratado de truta
Sobremesa: Sabores do compadre

HISTÓRICO DA FESTA

Por Edméia Alkmin, coordenadora de Patrimônio e Cultura – Prefeitura de Delfim Moreira

A Festa do Marmelo surgiu como uma das ações de salvaguarda da Sopa de Marmelo, bem cultural imaterial de Delfim Moreira, registrada em 2010 pelo Conselho de Patrimônio junto ao IEPHA/ MG.

O registro dos saberes e modos de fazer da sopa de marmelo contribuem para a sua manutenção, disseminação e valorização junto à sociedade. A implementação do Plano de Valorização e Salvaguarda somada à subvenção destinada ao bem cultural a partir da movimentação do Fumpac – Fundo Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural – são medidas que estão sendo cumpridas para garantir sua recriação, permanência e transmissão a gerações futuras. Outro fator de melhoria significativa tem sido a divulgação do bem em nível regional.

Uma das diretrizes para estabelecer uma linha de atuação política para o patrimônio intangível em articulação à fruticultura na região são importantes parcerias com Senac, Emater e Epamig com ações que constituem maior impulso e continuidade do evento,  pois estes parceiros garantem qualidade técnica com a realização de palestras e distribuição de mudas de marmelo aos participantes.  Além da produção de doces e outros produtos a partir do marmelo, a proximidade com a cidade de Marmelópolis, faz desse um evento já regionalizado.  A cada edição da Festa novas aplicações culinárias são descobertas de forma que o evento se renova, sem perder sua identidade e sua perspectiva de sustentabilidade quer pelo apoio dos beneficiados indiretos como o comércio local, o setor de turismo e hospitalidade, produtores rurais e de transformação.

Tais medidas incentivam a retomada da fruticultura, reforçam a identidade cultural dos delfinenses e abrem espaço para o fomento do turismo na cidade ligado à recriação do bem imaterial.

Outra ação de salvaguarda do bem imaterial ocorre no âmbito dos projetos de Educação Patrimonial na Escola Municipal Filomena Peixoto Faria.  E este ano ampliada com a participação da Escola Estadual Marquês de Sapucaí.

COM A PALAVRA, OS PRODUTORES DE MARMELO

O senhor César Lourenço, a esposa dona Olívia e a filha Stela Mara, família empenhada no cultivo do marmelo

A cultura do marmelo sempre fez parte da história de vida do senhor César Lourenço, das terras altas da Mantiqueira. “Nasci no meio do marmelo, capinei, colhi, ajudei na fábrica de massas de marmelo de meu pai. Ele vendia massa para a Cica, Vera Cruz. Naquela época, a região chegou a produzir um milhão de quilos de marmelo”, relata, com saudosismo.

Estudou, dobrou a Mantiqueira e há alguns anos retornou para dar continuidade à tradição familiar. Junto com o filho, César Lourenço Filho, recuperaram uma plantação de marmelo de trinta anos, plantaram novas mudas há três anos e, há oito meses, uma nova plantação. Ao todo são sete espécies.

Parte da produção da família é destinada para fabricação da Marmelada do Rui e de outros produtos derivados do marmelo (Rui é irmão do senhor César), que estará comercializando seus produtos durante a Festa do Marmelo.

O produtor de marmelo Fábio Ricardo, um dos entrevistados do Programa Globo Rural sobre o retorno do marmelo nas terras altas da Mantiqueira, irá relatar sua experiência no evento

Outro apaixonado pela cultura do marmelo é o produtor rural Fábio Ricardo que assim como César recuperou uma plantação antiga. Relata: “Estava abandonada. Chamei um técnico para fazer análise na terra, fiz poda. Isto faz quatro anos. Tem que ter paciência. E hoje estou colhendo os frutos em abundância: minha safra foi recorde. Desde que me envolvi com o plantio da fruta, fiquei motivado e já plantei mais mil pés.  Neste ano, um fato novo: estou fornecendo os marmelos para a produção da Sopa. Muito feliz em poder participar deste evento, que resgata nossa história, quando os marmelais eram abundantes por aqui”.

Fábio, César Lourenço e o filho César Lourenço Filho irão relatar suas experiências sobre o cultivo da fruta no dia 21 de abril, às 15h no Espaço do Conhecimento no local do evento.

PROGRAMAÇÃO

20 DE ABRIL (QUINTA-FEIRA)

9h30: O marmelo e seu legado – história, gente e patrimônio – a com a participação dos alunos da E.M. Filomena Peixoto Faria, de Delfim Moreira Moreira (Espaço Cozinha Caipira)

21 DE ABRIL (SEXTA-FEIRA)

10h: Abertura do evento com funcionamento da praça de alimentação e das tendas dos expositores

11h: Abertura da Exposição de Trabalhos de Educação Patrimonial – alunos da E.M. Filomena Peixoto Faria, de Delfim Moreira (Espaço Cozinha Caipira)

11h: Abertura do Concurso Gastronômico para Restaurantes (Espaço Sabores de Delfim Moreira) e nos restaurantes participantes

14h às 21h: Degustação da Sopa do Marmelo e da Marmelada Artesanal (Espaço Patrimônio Imaterial)

14h: Palestra: Cultivo do Marmelo, Novas Experiências e Variedades – engenheiro agrônomo Ângelo Albérico Alvarenga (Epamig) e engenheiros agrônomos Dr. Rafael Pio e Pedro Peche (UFLA) (Espaço do Conhecimento entrada franca)

15h: Palestra: Experiências do Cultivo do Marmelo nas Terras de Delfim Moreira – Empreendedores rurais Fábio Ricardo, César Lourenço e César Lourenço Filho (Espaço do Conhecimento entrada franca)

17h: Distribuição de mudas de marmelo aos participantes da palestra

18h: Apresentação de trabalho de pesquisa e entrevistas sobre a cultura do Marmelo em Delfim Moreira – alunos da Escola Estadual Marquês de Sapucaí (Espaço do Conhecimento)

20h: Abertura Oficial (palco principal)

20h15: Apresentação de Canto Coral da E. M. Filomena Peixoto Faria, de Delfim Moreira (palco principal)

20h30: Desfile dos Tropeiros da Mantiqueira (espaço do evento)

21h: Tachada: Galinhada com marmelo assado e farofa de pinhão – Chef Ídolo Giusti, de São Paulo (Espaço Cozinha Caipira)

23h: Banda Mary Jane, de Itajubá (palco principal).

1h: Banda Jarvis, de Itajubá (palco principal)

 

22 DE ABRIL (SÁBADO)

10h: Abertura do evento com funcionamento da praça de alimentação e das tendas dos expositores

10h: Oficina gastronômica para crianças – Curso de Pedagogia da FAI – Santa Rita do Sapucaí (Espaço Cozinha Caipira)

10h: Exposição de Trabalhos de Educação Patrimonial – alunos da E. M. Filomena Peixoto Faria, de Delfim Moreira (Espaço Cozinha Caipira)

11h: Continuação do Concurso Gastronômico para Restaurantes (Espaço Sabores de Delfim Moreira) e nos restaurantes participantes

13h: Apresentação de trabalho de pesquisa e entrevistas sobre a cultura do Marmelo em Delfim Moreira – alunos da Escola Estadual Marquês de Sapucaí (Espaço do Conhecimento)

14h às 21h: Degustação da Sopa do Marmelo e da Marmelada Artesanal (Espaço Patrimônio Imaterial)

15h: Drink de boas-vindas Bellini  – e aula-show: Risoto de Abóbora com Carne Seca e Pinhão Aromatizado com Cachaça – chef Michele Silva (professora) e alunos do curso de Gastronomia da Univás – Pouso Alegre (Espaço Cozinha Caipira)

14h: Palestra: Como Agregar Valores ao seu Produto Agrícola e Processamentos Diversos em Propriedades Rurais – Engenheiro agrônomo da Emater (Espaço do Conhecimento – entrada franca)

15h: Palestra Experiências da Produção da Marmelada nas Terras Altas da Mantiqueira – produtor de marmelada Moisés Ribeiro e outros empreendedores (Espaço do Conhecimento – entrada franca)

16h às 18h: Troca de Saberes e Sabores – culinária, arte e cultura no Espaço (Cozinha Caipira)

18h: Lançamento da Cerveja Artesanal de Marmelo Pós-Doc – Prof. Dr. Francisco Eduardo de Carvalho, de Pouso Alegre (Espaço Cozinha Caipira)

20h: Aula-show: Moqueca de Truta com Marmelo e Arroz de Acafrão – Chef Ídolo Giusti, de São Paulo (Espaço Cozinha Caipira)

21h e 23h: Bandas convidadas (palco principal)

1h: Banda Vinil Retrô, de Itajubá (palco principal)

Participação: Foto Clube, de Pouso Alegre, representado pela fotógrafa Leila Latuf

 

23 DE ABRIL (DOMINGO)

10h: Abertura do evento com funcionamento da praça de alimentação e das tendas dos expositores

10h: Exposição de Trabalhos de Educação Patrimonial – alunos da E. M. Filomena Peixoto Faria, de Delfim Moreira (Espaço Patrimônio Imaterial)

11h: Continuação do Concurso Gastronômico para Restaurantes (Espaço Sabores de Delfim Moreira) e nos restaurantes participantes

13h: Apresentação de trabalho de pesquisa e entrevistas sobre a cultura do Marmelo em Delfim Moreira – alunos da Escola Estadual Marquês de Sapucaí (Espaço do Conhecimento)

14h às 21h: Degustação da Sopa do Marmelo e da Marmelada Artesanal (Espaço Patrimônio Imaterial).

15h: Apresentação dos produtos da Economia Solidária concorrentes ao Concurso de Melhor Prato (Espaço da Cozinha Caipira)

15h: Apresentação de Sabrina Castro, de Silvianópolis (palco Alternativo – Espaço Sabores de Delfim Moreira)

16h: Premiação dos vencedores dos concursos gastronômicos dos restaurantes, participantes do espaço Economia Solidária e da comunidade (Espaço da Cozinha Caipira)

17h: Troca de Saberes e Sabores – culinária, arte e cultura (Espaço Cozinha Caipira)

18h: Tachada: Entrecôte de Porco com Barbecue de Marmelo – Chef Gerson Michelli, de Pouso Alegre (Espaço Cozinha Caipira)

20h: Banda Naldo Eduardo (palco principal)

22h: Beto e banda (palco principal)

 

Festa do Marmelo – 3º Festival de Gastronomia, Cultura e Arte
De 21 a 23 de abril – a partir das 10h
Espaço das instalações da antiga fábrica Cica – Delfim Moreira
Entrada gratuita

 

COMISSÃO ORGANIZADORA

Equipe Prefeitura
Marcos Alberto Manzini – Secretário de Turismo, Esporte e Lazer
Sergio Eduardo Moreira – Secretário de Educação e Cultura
Edméia Alkmin – coordenadora de Patrimônio e Cultura
Alessandro Oliveira – diretor de Turismo
Helder Antônio de Oliveira – diretor de Esporte e Lazer

Prestadores de serviço
Davi Salgado – Coordenador de gastronomia
Ana Beraldo – Assessora de Comunicação

Contato/Ascom:  35 9 9726 3081 (whatsApp)
anaberaldo@anaua.net.br

MAIS FOTOS

Gravação do Programa Globo Rural sobre o retorno do marmelo nas terras altas da Mantiqueira em janeiro de 2017. O programa foi ao ar no dia 16 de abril

Edição da Festa do Marmelo em 2016

Ana Maria Beraldo

Ana Beraldo, jornalista, escritora, produtora cultural, assessora de imprensa da FAI/Santa Rita do Sapucaí, desenvolve projetos editorias e culturais no sul de Minas e em São Paulo, diretora/proprietária da Anauá – Comunicação e Cultura, membro da Academia Pouso-Alegrense de Letras

Contato: anaberaldo@anaua.net.br

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.