PousoAlegrenet

Menu

Pouso Alegre terá 16 camêras de monitoramento da PM

Na última quinta-feira, 25 de abril, o Governador Antônio assinou protocolo de intenção com a Prefeitura de Pouso Alegre para a instalação de 16 câmeras do projeto Olho Vivo no município. A assinatura marca o início do processo de planejamento de abertura do edital, que é operacionalizado pela Diretoria de Tecnologia e Sistemas da Polícia Militar.
A previsão é que, entre execução do projeto e finalização do processo licitatório pelo Governo do Estado, o sistema seja instalado até o início do próximo ano. “São recursos que potencializam ainda mais a capacidade da PM em enxergar e fazer a sua atividade preventiva. Já foi comprovado em outros municípios do estado onde há o videomonitoramento que a criminalidade desses locais reduz de 30% a 40%. A câmera presente já inibe a ação delituosa e permite também uma repressão qualificada imediata.” Afirmou o Comandante da 17ª Região de Polícia Militar, Cel Wagner Mutti Tavares.

Preparação

Em dezembro do ano passado, durante reunião do Colegiado de Integração de Gestão da Segurança Pública (IGESP), o Secretário de Estado de Defesa Social Rômulo de Carvalho Ferraz anunciou o interesse por parte do Governo do Estado em trazer o “Olho Vivo” para Pouso Alegre.
A partir daí reuniões de planejamento foram feitas entre Polícia Militar, Polícia Civil e Prefeitura Municipal. Uma comissão foi designada pela PM para fazer um estudo estatístico nas zonas quentes de criminalidade (ZQC). Entre os quesitos avaliados para o mapeamento de instalação das câmeras no município está a existência de maior fluxo de pessoas, onde, naturalmente há um maior risco da vitimização e da prática de crimes contra o patrimônio. Por isso, a maioria das câmeras deve ficar na área central da cidade.

Trabalho conjunto

Para viabilizar o projeto “Olho Vivo”, Governo do Estado, Prefeitura Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil trabalham juntos. O Governo de Minas Gerais fará a licitação, a compra e instalação dos equipamentos.
A coordenação técnica, o domínio e o sigilo das imagens e informações coletadas pelas câmeras ficarão a cargo da PM. A central de monitoramento será instalada no Centro de Operações Policiais Militares (COPOM), que fica na sede do 20º Batalhão de Polícia Militar, no Bairro São Cristovão, em Pouso Alegre. A Prefeitura Municipal deve disponibilizar funcionários para trabalhar na Central.
Para o Comandante da 17ª Região de Polícia Militar, Cel Wagner Mutti Tavares, o recurso tecnológico reforçará ainda mais a parceria entre Polícia Militar e Polícia Civil “O recurso atende a Polícia Militar dentro da competência dela de fazer policiamento ostensivo. Acontecendo o delito, a autoridade policial judiciária tem a condição de identificar a autoria para que possa fazer a sua apuração e investigação. Quando apontamos a autoria dos crimes, acabamos com a máxima da impunidade. O indivíduo é responsabilizado pela ação delituosa.” Afirmou o Comandante.

Investimento em Minas Gerais

Segundo a Agência Minas, o Governo de Minas vai instalar 504 câmeras de videomonitoramento do Olho Vivo em 18 cidades do interior e ainda implantar novos centros de Prevenção à Criminalidade (CPCs), totalizando 20 municípios beneficiados com a expansão de medidas preventivas para combater a violência no Estado. A previsão de investimentos deve ser de quase R$ 50 milhões até o final de 2013. (Carolina Noronha)

Polica Militar
17ª Região da Polícia Militar

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.