PousoAlegrenet

Menu

Acipa e Conservatório promovem apresentações para compra de piano

A Associação do Comércio e Indústria de Pouso Alegre (Acipa), por meio de seu presidente, de Moura e sua Diretoria, em parceria com o Conservatório Estadual de Música Juscelino Kubitschek de Oliveira de Pouso Alegre (Cemjk), realizaram no sábado (27), das 10 às 11 horas, duas apresentações na cidade, em prol da campanha de compra do piano de cauda para a escola.

Com o objetivo de mobilizar as pessoas do comércio, da indústria, prestadores de serviço e a população, os músicos se apresentaram em dois pontos estratégicos e de grande movimento. Em frente ao Banco Santander, localizado na Rua Comendador José Garcia, a apresentação coube ao grupo “A Turma do Zé Broa”. Com instrumentos tradicionais como violão, pandeiro e flauta transversa, o grupo é responsável pela divulgação do choro e de sua valorização como expressão de uma identidade nacional.

Já o conjunto “Meninas Eternas” cantou um repertório eclético, composto de músicas populares, sertaneja, nordestina e de seresta durante uma hora, na farmácia Drogasil, esquina entre a Av. Vicente Simões e a Av. Dr. Lisboa. O grupo atualmente é formado por oito integrantes.

Segundo a diretora do conservatório, Regina Lima, a escola tem apenas um piano que já passou por reformas e não atende mais as necessidades. O Projeto de Compra do Piano de Cauda pretende adquirir um Yamaha, modelo C2, com 1 metro e 73 cm, que custa R$ 69.800. Atualmente, a escola atende 2.100 alunos de 40 municípios vizinhos e funciona nos períodos da manhã, tarde e noite.

Sabendo da tradição do Cemjk em toda a região, a Acipa se coloca parceira na valorização da cultura. de Moura fala da importância desta grande união: “Diante da necessidade cultural da cidade, a Acipa se empenha em promover esta campanha conscientizando os cidadãos pouso-alegrenses sobre a importância da aquisição do piano”.

As doações e todas as informações sobre o projeto estão disponíveis no Conservatório, localizado na Rua Francisco Sales, n. 116 e também pelo telefone (35) 3425-2800.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.