PousoAlegrenet

Menu

Prefeitura inicia campanha de educação no trânsito na próxima semana

O crescimento econômico e demográfico de Pouso Alegre beneficia a renda e qualidade de vida das famílias. Por outro lado, gera alguns efeitos colaterais que precisam ser combatidos. Um dos mais visíveis é o aumento do tráfego nas ruas e avenidas da cidade. Para impedir que esse aumento resulte em acidentes e diminua a mobilidade urbana, a Secretaria de Transporte e Trânsito começa na próxima semana mais uma campanha educativa do programa “Pouso Alegre por um Trânsito mais Seguro”.

Os agentes de trânsito vão abordar motoristas e pedestres para chamar atenção para condutas mais amigáveis e seguras nas vias. Panfletos com informações e reflexões sobre conscientização no trânsito serão entregues pelos profissionais de mão em mão.

“Temos grandes desafios para vencer no trânsito de Pouso Alegre. Algumas batalhas podem ser vencidas com mais infraestrutura e melhor sinalização. Estamos fazendo isso. Mas, para ganharmos a guerra, precisamos da consciência de cada um”, propõe o secretário de Transporte e Trânsito (SMTT) Marcos Aurélio.

Dados do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) contabilizam 57,5 mil veículos circulando pela cidade. Pelos cálculos da SMTT, esse número estará em torno de 70 mil até o final deste ano. “Não estamos considerando aí os veículos de outros municípios. É uma frota considerável para as dimensões de Pouso Alegre”, avalia o secretário. Para compor a realidade do trânsito de Pouso Alegre ainda é preciso lembrar que, além de seus 140 mil habitantes, a cidade abriga uma população flutuante que pode variar entre 100 e 200 mil pessoas que passam pela cidade ao longo do mês.

Para ordenar um tráfego tão intenso de pessoas e veículos seguir as regras estabelecidas é fundamental. A dificuldade para encontrar vagas existe para todos, mas é um obstáculo a mais para idosos e deficientes. O mesmo ocorre com as vagas destinadas à carga e descarga ou para quem precisa parar para comprar medicamentos nas farmácias. São casos específicos previstos em lei e assegurados para atender a casos extremos.

“Toda vez que uma vaga desta é ocupada por alguém que não se enquadra nesta condição, outra pessoa que possui o direito legítimo acaba prejudicada”, atenta o diretor de fiscalização de Trânsito Daniel Cazalech.

A pressa do dia-a-dia pode sair caro. A legislação prevê multa para quem estaciona em local proibido. A dica é: ‘Se estiver difícil estacionar o carro próximo ao seu destino percorra mais alguns metros, mas pare o carro em um local permitido’. A dor de cabeça será menor. A parada em fila dupla e seus malefícios para o tráfego é outra orientação que deve ser reforçada.

“Se você para o carro em local proibido prejudica o trânsito, prejudica o pedestre e interfere na vida de muitas pessoas”, observa o diretor de fiscalização.

Plano de gerenciamento

Desde o início do ano, a Secretária de Transporte e Trânsito coloca em prática o Plano Municipal de Gerenciamento de Tráfego (PMGT). A Prefeitura opera hoje em três níveis de atuação para enfrentar os desafios do trânsito. O PMGT representa as ações imediatas, que ajudam a mitigar os congestionamentos, organizam o trânsito e o tornam mais seguro e civilizado. Trata-se das intervenções de tráfego, que aprimoram a sinalização e repensam o fluxo de veículos, como é feito nas alterações de sentido de vias.

Os outros dois níveis integram o Plano Municipal de Urbanismo. São as ações estruturadoras e as de sistematização do transporte público. As ações estruturadoras são representadas pelos investimentos em infraestrutura, como a revitalização e ampliação das principais vias de acesso da cidade, construção da avenida sobre o Dique II, duplicação da Perimetral e construção de travessias elevadas para pedestres em toda a cidade. Por último, as ações de sistematização do transporte público planejam mudanças que vão tornar o setor mais eficiente, atraindo mais usuários para o transporte coletivo, diminuindo o número de veículos particulares em circulação.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.