PousoAlegrenet

Menu

Alunos do cursinho municipal enfrentarão primeiro teste: o Enem

Há três anos, Patrícia Puttini decidiu retomar os estudos. De olho na oferta crescente de empregos na região avaliou que precisava se qualificar para ter melhores oportunidades no aquecido mercado de trabalho de Pouso Alegre. Era um recomeço. Concluíra o Ensino Médio havia alguns anos. Primeiro, fez um curso técnico na área de segurança do trabalho. Mas sua meta era mais ambiciosa, mirava a universidade. Precisava se preparar. Soube que a Prefeitura abriria um Curso pré-vestibular gratuito. Era a oportunidade que precisava.

Participou do concorrido processo seletivo e tornou-se, em julho deste ano, membro da primeira turma do Curso Pré-vestibular e Pré-Enem Municipal. Seu primeiro desafio, ao lado de mais 86 alunos do cursinho, será no sábado (26) e domingo (27). A turma vai testar seus conhecimentos no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. Um bom desempenho pode significar uma vaga em uma universidade conceituada. Otimista, Patrícia avisa: “Universidade me aguarde!”.

Os alunos do Cursinho Municipal têm aulas intensivas com os melhores professores da rede municipal de educação desde agosto. São disciplinas de português, matemática, física, química, biologia, história, filosofia, sociologia e atualidades e inglês. “Um repertório de conhecimento completíssimo que reforçará o conhecimento de nossos jovens, aumentando suas chances de obter bom desempenho nos exames de acesso ao ensino superior”, considera a secretaria de Educação Cleidis Modesto.

No próximo final de semana, os alunos do Cursinho estarão ao lado de 7,1 milhão de brasileiros que vãos enfrentar dois dias de testes. As provas começam a ser aplicadas a partir das 13h, horário de Brasília, de modo simultâneo em 1.161 municípios. O exame entrou definitivamente para o calendário dos vestibulandos. Além de avaliar o desempenho dos alunos que concluem o Ensino Médio, ele é considerado a porta de entrada mais democrática para o ensino superior. A partir dele, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) classifica os candidatos para as vagas ofertadas pelas instituições públicas de ensino superior que usam as notas obtidas no Enem. O sistema de seleção já é adotado por 21 universidades federais, quatro estaduais e 29 institutos federais. Para 2014, outras 12 instituições devem aderir ao Sisu.

A coordenadora do Cursinho, Lúcia Vilela, conta que a fase final de preparação para o Enem envolve atividades especiais. Nesta quinta-feira (24), os alunos tiveram um bate-papo com professores da rede sobre como se comportar durante o exame. “Dicas sobre como controlar a ansiedade, alguns macetes para não perder tempo durante a prova e até como se preparar psicologicamente para o teste”, enumera.

Nesta sexta-feira (25), os alunos estão liberados das atividades regulares do Cursinho. Para aqueles que quiserem tirar dúvidas, os professores estão disponíveis em um plantão de consultas durante todo o dia. “O mais aconselhável nessa fase da preparação é dar uma relaxada para não dar brecha para a ansiedade. Uma ou outra dúvida que persistir pode ser sanada, mas a ordem é espairecer a cabeça para estar com energia nos dois dias de prova”, diz.

Estudos continuam

As aulas do Cursinho Municipal vão até 20 de dezembro. Terminada a maratona do Enem, os estudantes ainda se dedicam à preparação para os vestibulares de fim de ano. Está previsto para janeiro de 2014 a abertura de um novo processo seletivo. Serão oferecidas 50 vagas para o período diurno e outras 50 para o período noturno. O programa é voltado para alunos que concluíram ou estejam cursando o 3º ano do ensino médio das redes públicas municipal, estadual e da rede particular de Pouso Alegre, estes deste de que tenham estudado com bolsa integral.

O prefeito lembra que alunos egressos de escolas municipais que oferecem até o ensino médio – período de ensino de competência do Estado, como os do CAIC Árvore Grande, por exemplo, já possuem excelentes índices de acesso às melhores universidades do país. Ainda assim, segundo ele, é preciso oferecer oportunidades iguais a todos, independente de seu poder econômico ou status social. “Queremos que nossos alunos tenham as mesmas oportunidades daqueles que estudam em escolas particulares e depois ainda têm condições de reforçar sua base de conhecimento em cursos pré-vestibulares. Quando destinamos a maior parte dos investimentos municipais para a educação, nosso objetivo é justamente esse, garantir oportunidades para todos, ajudar a construir uma sociedade mais igual e mais justa”, avalia.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.