PousoAlegrenet

Menu

Área para aeroporto de cargas em Pouso Alegre é aprovada na Câmara

Pouso Alegre pode ter o primeiro aeroporto de cargas privado do país

A Câmara aprovou essa semana o projeto de lei que cria uma Área de Interesse Urbanístico (AIU) e três zonas e Interesse Aeroportuário (ZIAP). Ambos os trechos abrangem regiões próximas aos bairros Cidade Vergani, Curralinho, Fazendinha e Cajuru. Sancionada a lei, o que deve ocorrer nesta sexta-feira (18), essas faixas de terra, partes da zona rural, serão integradas ao perímetro urbano da cidade e ficam indicadas para servir a empreendimentos aeroportuários.

Conforme o texto aprovado pela Câmara, a AIU é indicada para ser a área do aeroporto. Na ZIAP 1, não poderá haver construções. Ela fica destinada à ampliação da pista de decolagem e aterrissagem. A ZIAP 2 vai comportar edificações de até dois pavimentos usados para fins institucionais, industriais ou empresariais. A ZIAP 3 permite a construção de imóveis com até três pavimentos, destinados tanto a fins institucionais, empresariais, industriais e também residenciais.

aeroporto2_interna

Com a aprovação da proposta de lei, o município passa a depender apenas da liberação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para sediar um aeroporto internacional de cargas. O projeto orçado em R$ 400 milhões é tocado pela multinacional BSquare, responsável por diversos aeroportos ao redor do planeta. “Foi um passo importantíssimo para Pouso Alegre no caminho de concretizar mais um grande investimento. Procuramos mostrar para os vereadores que não se trata apenas de um grande investimento, mas de um empreendimento extremamente estratégico do ponto de vista econômico”, explica o líder do governo na Câmara, . Ele teve a missão de propor que o projeto fosse apreciado em única votação. Sugestão acatada pela maioria dos vereadores.

Aeroporto de cargas

Apresentado em fevereiro deste ano para a cúpula da prefeitura, o aeródromo deve ocupar 4 milhões de metros quadrados, às margens da BR-381 (Fernão Dias). A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) analisa desde março a requisição para construção do empreendimento. De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, a tramitação está próxima de ser encerrada. A expectativa é de que a liberação seja dada até o final do ano.

Pouso Alegre pode ser sede do primeiro aeroporto de cargas privado do país

Pouso Alegre pode ser sede do primeiro aeroporto de cargas privado do país

Pelo cronograma de implantação, as obras devem ser iniciadas no primeiro semestre do ano que vem, com previsão para ser concluído entre os últimos meses de 2016 e os primeiros de 2017. No período, mil empregos diretos devem ser gerados. “Hoje existe congestionamento aéreo em Guarulhos e Viracopos. O governo precisa criar alternativas para desafogar”, afirma o secretário da pasta Rapahel Prado.

O empreendimento

A área escolhida para a construção do aeroporto fica no bairro rural Curralinho, na zona rural de Pouso Alegre. Pelo projeto, o aeroporto será exclusivo para o transporte de cargas. A pista de pouso terá três quilômetros e 45 metros de largura, que tem capacidade para receber um Boeing 747. O projeto também prevê pista para manobras, galpão logístico, pátio de estacionamento para descarga de aeronaves e caminhões, e uma área de manutenção mecânica.

A B. Square também foi responsável pela construção do aeroporto de Dubai e da reforma do de Miami. Segundo Prado, o diretor-geral do grupo esteve esta semana em Pouso Alegre para discutir pontos do projeto, e inclusive estaria nos planos a construção de um condomínio logístico. As empresas ali instaladas poderiam aproveitar o terminal para distribuir cargas para outros estados e países.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o aeroporto de cargas vai atender uma demanda regional e também nacional. A implantação do aeroporto ajudaria a reduzir, por exemplo, o custo de produção de empresas que precisam de peças importadas.

Curtiu? Deixe seu recado!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.