PousoAlegrenet

Menu

Crianças viajam pelo universo através da dança em Pouso Alegre

Confraria da Dança faz uma brincadeira com a ciência, os planetas e as galáxias, em "Sem fim”. A entrada é franca

“Venha explorar o universo com a gente… Afinal, de bailarino, cientista, filósofo e louco, todo mundo tem um pouco!!!”, diz a Confraria da Dança. Assim ela convida crianças e adultos a assistir seu mais novo espetáculo, Sem fim, em turnê de estreia, em Pouso Alegre (MG), com entrada gratuita. A montagem é uma brincadeira com a curiosidade humana, as descobertas da ciência; o Planeta Terra – como a “casa” da humanidade; o Sistema Solar; a Via Láctea; e o próprio cosmo. A turnê, que alcançará os quatro estados da Região Sudeste, faz parte de um projeto, contemplado pelo Prêmio Funarte Petrobras de Dança Klauss Vianna/ 2012 e apoiado pela Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo.

A obra leva o público a refletir; “em volta de mim há um universo sem fim”. Essa seria uma constatação simples, que assombra pessoas de todas as idades, segundo os coordenadores da Confraria da Dança, Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues. “Do próprio umbigo, centro do corpo; ao centro da terra; ao centro do sistema; em busca do indecifrável universo que alimenta o âmago da vida… Encaramos estes questionamentos; nos pusemos a brincar com nossos corpos; e criamos o espetáculo Sem fim, para estimular a criançada a questionar, imaginar e recriar o universo ao seu redor”, explicam os fundadores da companhia. “Quando nascemos, nosso Universo é pequeno e acolhedor: colo da mãe; berço; colo do pai; berço; colo da avó; berço. À medida que crescemos começamos a perceber o mundo além do nosso umbigo. Ao olhar pro céu percebemos que somos um pontinho minúsculo, suspenso na imensidão desconhecida do Universo. E surgem muitas perguntas… De onde viemos, quem somos, para onde vamos? Houve um princípio? Haverá um fim?”, complementa a dupla.

Foto: F. Barella

Foto: F. Barella

Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues fundaram a Confraria da Dança em 1996, em Campinas. Seus projetos direcionados à pesquisa de linguagem e espetáculos autorais receberam várias premiações – incluindo a da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA). O grupo faz parcerias com artistas das áreas de dança, teatro, música e artes visuais, em diversas atividades de formação e fruição artística, que atingem público infantil, adulto e terceira idade; estudantes de arte; além de artistas profissionais, em busca de aprimoramento.

O espetáculo será apresentado a crianças de escolas e ao público, em geral. Serão 28 sessões, em São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e no Rio de Janeiro. Além do Prêmio Klauss Vianna, o projeto “Em Volta de mim há um universo sem fim” recebeu o patrocínio do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado de Cultura São Paulo (ProAC) 2012. A proposta inclui divulgação e compartilhamento dos resultados da pesquisa de linguagem usada em Sem fim, e cinco workshops, em MG, ES e RJ. Essas ações tem como foco a preparação do “corpo cênico”. Este também será o tema de uma oficina de criação, que a Confraria oferecerá ao público, gratuitamente, no dia 18 de novembro, segunda-feira, às 18h. O trabalho é direcionado a estudantes e profissionais de dança e teatro, maiores de 16 anos.

A turnê do projeto começou no Estado de São Paulo, em Ilhabela, Campinas, Cerquilho e Sumaré.

Sem fim

Com a Confraria da Dança (Campinas – SP)
Projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural – 2012
Contemplado pelo Prêmio Funarte Petrobras de Dança Klauss Vianna/2012

Pouso Alegre (MG)
Dia 17 de novembro, às 17h
Dia 18 de novembro, às 14h30
Theatro Municipal de Pouso Alegre
Avenida Doutor Lisboa, 205 – Centro
ENTRADA FRANCA

Workshop Preparação do Corpo Cênico

Dia 18 às 18h – 20 vagas
PARTICIPAÇÃO GRATUITA
Público-alvo: estudantes e profissionais de dança e teatro – maiores de 16 anos
Informações: tel. (35) 3449 4346
Gratuito

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.