PousoAlegrenet

Menu

Iluminação pública de Pouso Alegre recebe investimentos

Prefeitura de Pouso Alegre assume em fevereiro de 2014 o serviço de iluminação pública.

Ruas mal iluminadas são paisagens cada vez mais raras em Pouso Alegre. Isso porque a Prefeitura se prepara para assumir o serviço de iluminação pública executando uma série de investimentos no setor. Hoje, a cargo da Companhia Energética de Minas Gerais, estatal que detém a concessão do serviço de fornecimento de energia elétrica na cidade, a tarefa passa a ser atribuição do município em fevereiro de 2014, conforme determina a Resolução 479, de março de 2012, da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Nesse período de transição, mais de R$ 1,2 milhão foram investidos em 56 bairros da cidade. A expansão e modernização da iluminação pública em todo o município vão gerar outros R$ 1,5 milhão de investimentos nos próximos meses.

iluminacao-interna-1

Os serviços estão sob o comando da Secretaria Municipal de Obras. Aplicando os recursos oriundos da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), a pasta organiza os trabalhos em duas frentes principais, além do trabalho de manutenção: leva iluminação onde não tem e moderniza a iluminação das regiões que já possuem o serviço. No esforço de iluminar toda a cidade, a pasta já levou luz a um trecho da BR-459, às proximidades do presídio e inúmeros bairros rurais. Ao todo, o trabalho de expansão e modernização da iluminação chegou a 56 bairros.

O trabalho segue agora para o Distrito de São José do Pantano, bairros Paraíso, Bela Vista, Cajurú, Nossa Senhora do Pilar, Loteamento Santa Marta e Distrito Industrial, na Fernão Dias. “Os moradores vão começar a perceber uma mudança muito importante a partir de agora. Com a resolução da ANEEL, o serviço de iluminação pública dos municípios foi parar nas mãos de quem está mais próximo da população e que melhor entende suas necessidades. Por isso, já levamos mais iluminação e mais tecnologia a tantos bairros”, considera o prefeito .

iluminacao-interna-2

Tecnologia e segurança

Parte dos trabalhos consiste na troca de luminárias antigas. O investimento traz impactos importantes. O secretário de Obras Wellington Serra lembra que as novas lâmpadas, de vapor de sódio, são mais econômicas, seguras e funcionais. “Ela dura mais e consome menos energia, além de garantir uma luminosidade maior”, explica. Para o secretário de Defesa Social, Antônio Carlos Mendes, melhor iluminada, a cidade deve ficar mais segura. “Todas as estatísticas demonstram isso. Cidades que investiram em iluminação pública conseguiram reduzir de forma importante os índices de criminalidade”, avalia.

O diretor de infraestrutura Francisco de Assis esmiúça a economia que a troca de lâmpadas vai proporcionar. “Para ser ter uma idéia, serão substituídas, em grande parte, lâmpadas de 125 W (vapor de mercúrio) por lâmpadas de 100 W (vapor de sódio) o que trará uma economia de 25 W por lâmpada substituída e com aumento de luminosidade”.

O investimento nas lâmpadas de vapor de sódio integra o plano de investimento da administração para o crescimento ordenado da cidade, no eixo de infraestrutura, do plano que prevê ainda investimentos na educação e no planejamento urbano. “Temos três pontos fundamentais nesse projeto: ajudamos o meio ambiente, vamos iluminar melhor as ruas, e assim dar mais segurança aos moradores, e, ainda por cima, vamos gerar economia”, avalia o prefeito .

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.