PousoAlegrenet

Menu

PM define locais das câmeras de vigilância em Pouso Alegre

Os locais onde as câmeras serão fixadas foram definidos considerando o maior índice de criminalidade e as prováveis rotas de fuga.

A Polícia Militar terminou uma importante etapa da implantação do “Olho Vivo” em Pouso Alegre, projeto que prevê o monitoramento por meio de câmeras de ruas e principais corredores de segurança da cidade. Nessa quarta feira, engenheiros da empresa de tecnologia vencedora da licitação do projeto junto ao Governo do Estado fizeram, juntamente com Policiais Militares, a marcação e medição dos pontos da cidade onde as 16 câmeras serão instaladas.

Foto: Polícia Militar

Foto: Polícia Militar

Pontos estratégicos

Os locais onde as câmeras ficarão fixadas foram definidos após um estudo aprofundado feito pela Polícia Militar. Foram avaliados quesitos como os índices de criminalidade e as prováveis rotas de fuga usadas por infratores. Em função concentração de pontos comerciais e grande circulação de pessoas, a prioridade foi dada ao centro da cidade e adjacências, onde 14 câmeras serão instaladas. Outras duas serão colocadas próximas ao Bairro Foch, abrangendo o centro comercial do bairro, onde há a concentração de lojas, restaurantes e agências bancárias.

Tecnologia

O trabalho de licitação determinou as condições técnicas mínimas dos equipamentos a serem instalados. As câmeras têm alcance de um quilômetro, giro automático e manual de 360º e possuem laser infravermelho, o que vai possibilitar e garantir a nitidez das imagens durante a noite. “O monitoramento diurno e noturno vai ser de extrema valia, nós poderemos visualizar pessoas em estado de flagrante, cometendo crimes e infrações, ou rastrear suspeitos, melhorando a eficácia policial. Isto certamente contribuirá para o aumento da vigilância e redução dos índices criminais”, destaca Comandante da 56ª Cia PM, Cap. Régis Paulo e Silva.

A próxima etapa do projeto é o lançamento das fibras óticas. “As fibras óticas serão aéreas, utilizando os recursos da CEMIG, ou subterrâneas. Elas passarão por dentro dos postes, não serão visíveis.”, explica o Coordenador de Projetos da empresa vencedora da licitação, Ricardo José de Paiva. As imagens captadas serão enviadas para a central de monitoramento do Centro de Operações da Polícia Militar, o COPOM. Em tempo real, o monitorante conseguirá passar informações para a equipe de campo e assim coibir a ação de criminosos com maior rapidez.

Polícia estruturada e preparada

Simultaneamente à tramitação do processo licitatório e instalação das câmeras, foram feitas obras de revitalização das instalações do COPOM do 20º Batalhão de Polícia Militar em Pouso Alegre. Nesse ambiente, onde já são centralizadas as chamadas de emergência do telefone 190, será feito o monitoramento das imagens. A melhoria do ambiente e a capacitação de funcionários proporcionará mais eficácia ao atendimento ao público.

“A Polícia Militar tem dado ênfase à capacitação de seus profissionais, estando já formatado um curso para qualificação e aprimoramento dos militares que farão parte das equipes encarregadas direta e indiretamente das atividades relativas ao sistema. Vislumbra-se também a posterior qualificação dos funcionários contratados pela prefeitura para atuarem como operadores das câmeras.”, destaca o Comandante do 20º Batalhão de Polícia Militar, Ten Cel Gilson Gonçalves dos Santos.

Técnicos experientes

O Olho Vivo em Pouso Alegre conta com uma empresa experiente na área de Videomonitoramento. A PETCOM, de Santa Rita do Sapucaí, que venceu o pregão do Governo de Minas Gerais para Pouso Alegre e outras quatro cidades do estado. Trata-se de uma organização que participa constantemente de licitações cujo objeto se refere ao lançamento de fibras óticas e instalação de câmeras.

Entre os projetos já realizados pela empresa, está a implantação do videomonitoramento de cinco estádios onde serão realizados os jogos da Copa do Mundo, entre eles o Maracanã, Mineirão e Mané Garrincha.

Próximas etapas

Após a demarcação dos locais onde as câmeras serão instaladas, a empresa responsável pelo projeto deve entregar um projeto para a CEMIG, para aprovação do compartilhamento dos postes.

Posteriormente, Prefeitura Municipal de Pouso Alegre e CEMIG assinarão um convênio para viabilizar o funcionamento de todo sistema. A intenção é que o Projeto Olho Vivo seja inaugurado no município em agosto deste ano.

Histórico

A iniciativa de implantar o Projeto Olho Vivo em Pouso Alegre partiu da 17ª Região Integrada de Segurança Pública(17ª RISP), composta pela 17ª Região de Polícia Militar e 17º Departamento de Polícia Civil. Assim, em 2012 , durante reunião do Colegiado de Integração de Gestão da Segurança Pública (IGESP), o Secretário de Estado de Defesa Social Rômulo de Carvalho Ferraz anunciou o interesse por parte do Governo do Estado em acatar a intenção.

Já em abril de 2013, o Governador Antônio assinou protocolo de intenção com a Prefeitura de Pouso Alegre para a instalação de câmeras do projeto Olho Vivo no município. A assinatura marcou o início do processo de planejamento de abertura do edital, que é operacionalizado pela Diretoria de Tecnologia e Sistemas da Polícia Militar.

Para viabilizar o projeto “Olho Vivo”, Governo do Estado, Prefeitura Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil trabalham juntos.

Carolina Noronha – Polícia Militar

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.