PousoAlegrenet

Menu

Em meio a impasse, Câmara extingue e cria cargos

Projeto foi retirado da pauta de votação nas últimas semanas por falta de acordo entre os vereadores

Para presidente da Câmara, criação e extinção de cargos resultarão em economia. Foto: Daniela Ayres

Para presidente da Câmara, criação e extinção de cargos resultarão em economia. Foto: Daniela Ayres

Os cargos de coordenador do Museu Tuany Toledo e de assistente legislativo, vinculado à Escola do Legislativo, foram extintos pela Câmara Municipal de Pouso Alegre. A votação, em único turno, aconteceu na noite desta terça-feira (22). No entanto, vereadores reclamaram da criação paralela de um novo cargo na Casa, o de assistente especial da presidência.

“Substituí dois cargos que custavam à Câmara cerca de R$ 10 mil por um que sairá por R$ 2,4 mil. Enquanto eu estiver como presidente, o meu compromisso será com a economia nos gastos do dinheiro público”, defendeu o presidente da Câmara, (PMDB).

Tanto vereadores de base quanto de oposição colocaram em dúvida a necessidade do gabinete ter um novo assistente, com a finalidade de mediar a comunicação da Mesa Diretora com o museu e a escola. Embora parte do plenário preferisse que apenas fossem extintos os cargos, o projeto passou por unanimidade.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.