PousoAlegrenet

Menu

Estudante de Santa Rita do Sapucaí cria uma nova rede social

A "ElaEle", o nome da nova rede, surgiu com a proposta da troca de experiências entre homens e mulheres.

Quer saber o que o sexo oposto pensa sobre determinado assunto? É só perguntar no ElaEle

Quer saber o que o sexo oposto pensa sobre determinado assunto? É só perguntar no ElaEle

* Texto enviado por Bruno Freitas

A rede social que convida homens e mulheres a conhecer o sexo oposto por meio de perguntas e respostas foi criada pelo estudante de administração, Gabriel Reynard, de Santa Rita do Sapucaí em parceria com um amigo de São Paulo. A ideia surgiu já há alguns anos na esquecida rede social Orkut, quando o estudante criou uma comunidade para que eles e elas fizessem perguntas uns aos outros.

Da antiga comunidade surgiu no dia 20 de fevereiro deste ano a nova rede social que já tem mais de 2 mil usuários espalhados por todo o Brasil. “A ideia é que você entenda melhor o sexo oposto. Se você é um homem nada melhor do que você perguntar pra uma mulher o que ela acha de determinado assunto e vice-versa. É uma forma de homens e mulheres se conhecerem melhor, se entenderem melhor e começarem a se relacionar de uma forma mais amigável, de forma mais inteligente”, afirma Gabriel.

No site de relacionamento vale perguntar de tudo, inclusive de forma anônima, mas é preciso usar o bom senso na hora de interagir com os outros internautas, já que todo o conteúdo do site é moderado e não é permitido postagens pornográficas, ofender os outros usuários ou fazer o uso de palavrões. Na rede é permitido seguir e mandar mensagens diretas para os outros integrantes.

A nova rede social conta ainda com um sistema de pontuação e de níveis para incentivar a participação dos internautas. “Quanto mais você participa, mas pontos você faz no site. E você vai subindo, começa no level um e vai até o level 20. Isso faz com que as pessoas participem bastante e escrevam perguntas e respostas de qualidade. Cada level que você passa você se torna cada vez melhor, então você começa como iniciante e depois você vira um novato, um psicólogo, até virar o imperador do site, que é o último level”, explica o estudante.

Para se conectar a “ElaEle” não é preciso criar um novo usuário e senha, já que é permitido ao internauta acessar o site pelo Facebook, mas o que é postado em uma rede social não é duplicado na outra. O site de relacionamentos desenvolvido pelo estudante de Santa Rita do Sapucaí pode ser acessado pelo link www.elaele.com.br.

Por Bruno Freitas

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.