PousoAlegrenet

Menu

Estudo vai definir linhas de ônibus para a Av. Dique 2

O levantamento que deve levar cerca de um mês vai avaliar impacto da abertura da nova avenida no tráfego da rota Centro – Sul.

Foto: Divulgação Prefeitura de Pouso Alegre

Foto: Divulgação Prefeitura de Pouso Alegre

Prefeitura de Pouso Alegre – A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e a concessionária de transporte público coletivo iniciam esta semana um estudo do fluxo de veículos nas três avenidas de ligação entre o Centro e a região Sul da cidade. A análise vai definir quais linhas de ônibus passarão pela recém-inaugurada Avenida Vereador Hebert de Campos. O levantamento fica pronto até o final de maio.

A mais nova alternativa de tráfego dos pouso-alegrenses pode ser o destino de linhas regulares, que nesse caso deixariam de circular pela Avenida Vereador Antônio da Costa Rios e pela Avenida Ayrton Senna para passar por ela. Outra possibilidade em estudo é a inclusão de linhas expressas, que fariam o itinerário nos horários de pico.

“Precisamos ter uma medida mais precisa do impacto da avenida no tráfego para definir qual a melhor alternativa. Partimos da ideia mais óbvia de que linhas de reforço nos horário de pico seria a melhor alternativa, mas precisamos observar melhor o comportamento do trânsito nessas primeiras semanas de funcionamento da via”, analisa o secretário de Transporte e Trânsito, Marcos Aurélio.

Com cerca de 70 mil veículos em circulação, além dos milhares que passam por aqui vindo de municípios da região, Pouso Alegre começa a enfrentar lentidão no trânsito da região central, especialmente na rota Centro – Sul. A Avenida que passa sobre o é a aposta da administração para aliviar esse fluxo. A via chega como terceira alternativa para esse sentido de tráfego. O estudo prévio para a alteração das linhas de transporte coletivo tem a missão de fazer a melhor distribuição possível do fluxo de veículos.

“Não podemos correr o risco de incluir ou desviar linhas de ônibus para a nova avenida e congestioná-la, por exemplo. Seria como resolver um problema e criar outro. O segredo é manter um equilíbrio que garanta que haja fluidez nas três vias”, esclarece o secretário. Ele informa que parte do estudo passará pela contagem dos carros que trafegam pela região, determinando inclusive os horários de pico. Além de embasar a decisão do órgão acerca da circulação das linhas, o estudo vai permitir conhecer melhor o tráfego local.

Educação no trânsito

A preocupação da Prefeitura com a educação no trânsito, em especial com a daqueles que trafegam na nova avenida, é grande. Ampla e moderna, a via reúne algumas condições que são novas no município. Oferece, por exemplo, uma ciclovia ao longo de toda a sua extensão. Apesar de representar um grande avanço no quesito mobilidade, essa infraestrutura acrescenta mais complexidade ao trânsito no local. Atento a essas mudanças, a SMTT começa essa semana uma campanha intensiva de conscientização e educação no trânsito.

A ideia é acompanhar de perto a travessia de pedestres e ciclistas que deixam a Avenida Vereador Hebert de Campos rumo à Perimetral. “A avenida Perimetral está muito mais segura hoje com a colocação do gradil e das travessias elevadas para pedestres, mas continua sendo muito movimentada. Orientar condutas respeitosas e, sobretudo, cautelosas no local é fundamental”, finaliza Marcos Aurélio.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.