PousoAlegrenet

Menu

Promotor pede afastamento do ‘caso dos supersalários’ em Pouso Alegre

Indicado pelo Ministério Público, o promotor alegou foro intimo. MP terá que indicar outro promotor para cuidar do caso.

Indicado pelo Ministério Público Estadual para investigar o caso dos ‘supersalários’, o promotor de justiça, Décio Monteiro Morais, pediu afastamento do caso. Segundo o promotor, ele não irá acompanhar o caso por uma questão de foro íntimo.

O Ministério Público Estadual havia dado um prazo de 15 dias para que o secretário de Saúde explicasse os altos salários, e indicou o Décio como promotor do caso. O promotor chegou a pedir informações ao secretário de Saúde de Pouso Alegre (MG), Luiz Augusto Faria Cardoso. Agora, com o afastamento de Morais, o órgão vai ter que indicar outro promotor para cuidar do caso.

Na última terça-feira (13), o secretário foi a Câmara dos Vereadores para explicar o motivo dos ‘supersalários’. Segundo o secretário, os altos valores eram pagos nos contracheques dos três médicos para que estes repassassem os valores a cerca de outros 40 médicos plantonistas que não tinham contrato com a prefeitura.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.