PousoAlegrenet

Menu

Rede pluvial do São Geraldo e do Centro serão ampliadas ainda no 1º semestre

A ampliação do sistema de drenagem deve proporcionar mais 700 metros de galerias pluviais no São Geraldo. Obras terão início ainda no primeiro semestre.

O crescimento acelerado de algumas regiões da cidade contribui para pressionar a capacidade de escoamento das águas da chuva. Os quadrantes sul e sudeste têm sido os mais afetados. Na manhã desta terça-feira (20), a Secretaria Municipal de Obras anunciou um pacote de obras para ampliação do sistema pluvial do bairro São Geraldo. Os trabalhos devem começar até o final de junho.

A ampliação deve criar mais 700 metros de galeria pluvial no bairro. De acordo com o secretário de Obras, Wellington Serra, a rede adicional vai minimizar as ocorrências de alagamentos ocasionais. “Principalmente aqueles alagamentos pontuais que ocorrem nas vias com drenagem deficiente serão reduzidos drasticamente”, afirma.

Rua Graciema de Paula Rios, alvo frequente de reclamações dos moradores, está entre os trechos que sofrerão intervenções.

Rua Graciema de Paula Rios sofrerá intervenções.

A Rua Graciema de Paula Rios, alvo frequente de reclamações dos moradores, está entre os trechos que sofrerão intervenções. A via apresenta um dos casos mais graves da região, por estar em um local baixo, próximo à várzea do Rio Mandu. “É um trecho já bastante úmido e estreito. A proximidade com as residências acaba sendo maior e qualquer eventualidade prejudica muito os moradores”, avalia Wellington Serra. O trecho está entre as prioridades da Prefeitura.

Região central

O sistema pluvial da região central da cidade também passará por uma extensa ampliação. As obras estão programadas para o final de junho. O cronograma oficial deve ser anunciado nas próximas semanas. A exemplo dos bairros da região sul e sudeste, a drenagem do Centro não suportou o crescimento urbano. O projeto piloto do município, forjado no início do século passado, foi feito com base em projeções que apontavam uma cidade que não iria além de abrigar 30 mil habitantes

Mais de um século depois, Pouso Alegre possui 140 mil habitantes e, dado o seu desenvolvimento econômico acelerado, demógrafos já começam a vislumbrar a data em que o município atingirá 500 mil habitantes. Para alguns, seria questão de algumas décadas. Para outros, nem isso.

“O grande desafio do poder público é dar as respostas no tempo mais adequado. Quando uma cidade se desenvolve tão aceleradamente quanto Pouso Alegre, o tempo que temos para nos prepararmos para atender as novas demandas é curtíssimo, principalmente quando a cidade supera todas as expectativas daqueles que primeiro pensaram suas políticas públicas”, avalia o prefeito .

De acordo com Perugini, o trabalho para preparar a cidade para esse novo momento socioeconômico passa pelas obras de infraestrutura, que devem privilegiar em especial a mobilidade e a democratização do espaço urbano, pelo embelezamento da cidade e o cuidado para que o município seja agradável e acolhedor para seus moradores. Perugini cita ainda a modernização da legislação, trabalho para o qual é importantíssima a participação da Câmara de Vereadores, “onde estão representantes eleitos justamente para discutir o futuro do município”, conlcui.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.