PousoAlegrenet

Menu

Carnês do IPTU 2014 começam a chegar aos imóveis

Primeira parcela vence em 15 de agosto. Contribuintes podem dividir em quatro parcelas iguais. Pagamento à vista dá direito a até 10% de desconto. Os carnês foram enviados aos endereços cadastrados no banco de dados da Prefeitura, mas também podem ser impressos pela internet

iptu-interna

Os carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) foram remetidos esta semana aos contribuintes. Eles chegam aos imóveis com novo cálculo. A correção, feita em maio deste ano, atende a reivindicação da população e faz os valores retornarem ao que era cobrado em 2013, acrescidos apenas de correção inflacionária feita com base no Índice Geral de Preços de Mercado (IGPM).

A guia para pagamento do tributo está sendo entregue pelos Correios, mas também é possível acessá-la pelo site da Prefeitura clicando no link “IPTU 2014”, na barra lateral esquerda da página. Em seguida, é necessário digitar o código ou o número de inscrição do imóvel, que pode ser encontrado no carnê do ano anterior.

O tributo pode ser dividido em quatro parcelas iguais. A primeira vence em 15 de agosto. As demais na mesma data dos meses seguintes. Quem optar pelo pagamento em parcela única terá desconto. Ele será de 10% para os contribuintes que não possuírem débitos com o município e de 5% para aqueles que possuem dívidas parceladas com o erário. A partir da próxima semana, a Secretaria da Fazenda vai dedicar horário integral para atendimento e esclarecimentos de dúvidas acerca do IPTU. O horário estendido começa na segunda-feira (04), das 9h às 18h. As dúvidas também podem ser esclarecidas pelo telefone 3449-4987.

O Imposto Predial e Territorial Urbano é a contribuição mais importante para o município. Com seus recursos são mantidos investimentos como a coleta de lixo, manutenção de parques e praças e pavimentação de vias. “A contribuição dos munícipes torna nos permite estruturar a cidade e adequá-la às necessidades crescentes de um município que está em franco desenvolvimento. Não seria possível construir novas escolas, vias e unidades de saúde sem o IPTU”, observa o secretário de Fazenda, Messias Morais.

Fonte: Prefeitura de Pouso Alegre

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.