PousoAlegrenet

Menu

Contratações caem 30% em Pouso Alegre

Entre as maiores cidades do Sul de Minas, apenas Pouso Alegre registrou queda. Para prefeitura, contratações devem voltar a crescer no ano que vem.

Ao contrário das maiores cidades do Sul de Minas, Pouso Alegre sofreu uma desaceleração do número de contratações de mão de obra em 2014. Mesmo com a chegada de grandes empresas a cidade, o numero de contratações diminuiu 30% em relação ao mesmo período de 2013. Ao todo, no período de janeiro a maio deste ano foram gerados 423 empregos, bem menos que os 1.381 gerados no mesmo período do ano passado.

Os setores de comércio, serviços e construção civil foram os que mais sofreram impacto.

Segundo o chefe de gabinete Prefeitura de Pouso Alegre (MG), Márcio Faria, o número de vagas de emprego deve voltar a crescer até o início do ano que vem. “Nós tivemos grandes empresas que terminaram a construção, então elas começam a empregar mesmo agora no segundo semestre. Podemos dizer que estamos aí em um intervalo”, conclui o chefe de gabinete.

Segundo a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), houve encolhimento de 5,29% no faturamento real da indústria do Estado e a projeção para 2014 é de um crescimento de 0,96% em relação ao ano passado. O presidente regional da Fiemg, Ary Novaes, explica que a desaceleração na geração de empregos tem dois motivos principais: a saída de algumas empresas do país e a redução do nível de investimento. “As economias em todos os países estão se movimentando, buscando novos rumos e isso exerce uma grande influência sobre nós. O nível de investimento também diminuiu bastante”, afirma.

Entre as maiores cidades do Sul de Minas, apenas Pouso Alegre registrou queda. No mesmo período, Varginha gerou 1.129 empregos este ano, contra 984 no mesmo período do ano passado. Poços de Caldas e Passos que tiveram déficit em vagas geraram 309 vagas e 459 vagas respectivamente.

Informações: G1

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.