PousoAlegrenet

Menu

Em adesão ao Outubro Rosa, HCSL intensifica exames de mamografia

Foto: divulgação HCSL

Foto: divulgação HCSL

O Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL) mais uma vez adere à Campanha Outubro Rosa, movimento internacional que divulga a importância dos exames para diagnóstico precoce do câncer de mama. Os exames são agendados entre os dias 16 a 30 deste mês, para mulheres com idade entre 40 a 69 anos. É preciso portar documento e o cartão do SUS. Os agendamentos são realizados na recepção do SUS e na portaria do setor de convênios e particular e os exames são realizados na mesma hora do agendamento.

A diretora administrativa do HCSL, Jusselma Reis, destaca que a campanha é uma marca de responsabilidade social do hospital e “implica o fortalecimento das informações, das orientações, na importância do diagnóstico precoce e do tratamento”. Orienta ainda quanto ao diagnóstico precoce, sendo que “quanto mais rápido for diagnosticado, a chance de cura é de 96%”.

Foto: divulgação HCSL

Foto: divulgação HCSL

A médica especialista em mastologia, Renata Ferreira, reforça para a necessidade de fazer a prevenção. “A prevenção é a mamografia precoce para diagnosticar lesões iniciais do câncer e diagnosticando essas lesões iniciais a paciente, se tiver o câncer, ela fica curada do câncer e consegue a cura”, complementando ao dizer que “não deixar para diagnosticar quando já é um tumor palpável, já é um nódulo avançado, que aí a cura vai se tornando cada vez menor.”

Conforme a médica, com a mamografia é possível detectar lesões não palpáveis, “lesões que talvez não chegam a ser nódulos, microcalcificações, que são lesões muito iniciais que a gente pode detectar pela mamografia e evitar que aquilo evolua e fique curada a paciente.”

Foto: divulgação HCSL

Foto: divulgação HCSL

João Batista, diretor de enfermagem do HCSL, destaca que no mês do Outubro Rosa são atendidas mulheres a partir de 40 anos, havendo “uma procura maior e o mais importante é a questão da conscientização”, salientando que “qualquer doença que é diagnosticada no seu início, as possibilidades de cura são muito maiores”, alerta.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.