PousoAlegrenet

Menu

Morre vítima de explosão na Cimed em Pouso Alegre

Carlos Israel dos Santos Souza teve queimaduras em 90% do corpo e não resistiu aos ferimentos. Outras 26 pessoas ficaram feridas no acidente.

Morreu na madrugada desta quarta-feira (2) uma das vítimas do acidente na fábrica da Cimed em Pouso Alegre. De acordo com assessoria de imprensa do Hospital Samuel Libânio, Carlos Israel dos Santos Souza teve queimaduras em 90% do corpo. Ele estava internado em estado grave no hospital durante todo o dia, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu nesta madrugada.

Outras vítimas não correm risco de morte

As outras duas vítimas que tiveram ferimentos graves não correm risco de morte. Jalber Mendes das Chagas, que sofreu um corte profundo na cabeça e Gilmar Pereira de Oliveira, que inalou muita fumaça, seguem internados na UTI do hospital e não correm risco de mortes. Os demais feridos na explosão seguem internados em observação e devem receber alta ainda nesta quarta-feira.

O acidente

A explosão na estufa do setor de secagem de medicamentos da Cimed aconteceu por volta das 6h desta terça-feira (21). De acordo com a gerente de comunicação da empresa, Marina Gil Beldani, 150 funcionários estavam no local no momento do incidente. No acidente, parte de um galpão desmoronou. Cerca de 26 pessoas ficaram feridas, sendo três graves. Uma das vítimas graves veio a óbito nesta madrugada. Ele trabalhava no setor a apenas uma semana.

A Cimed

A Cimed é uma fabricante de medicamentos e cosméticos. Na unidade de Pouso Alegre, trabalham cerca de 1,2 mil pessoas divididas em 10 prédios. A unidade também possui uma creche para atender os filhos dos funcionários, mas nenhuma criança ficou ferida. No final desta terça, a Cimed voltou à atividade. Apenas o setor onde ocorreu a explosão permanece interditado.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.