PousoAlegrenet

Menu

Justiça quebra sigilo bancário de médicos dos ‘supersalários’ em Pouso Alegre

CPI que apura os altos salários pagos a três médicos deverá ser prorrogada. Em um único mês, os três profissionais teriam recebido R$ 160 mil.

Os três médicos que recebiam altos valores da prefeitura de Pouso Alegre terão seu sigilo bancário quebrado pela justiça. A medida foi anunciada durante uma reunião da CPI dos supersalários nesta sexta-feira (14).

A justiça encaminhou um oficio ao Banco Central, pedindo cópias de toda a movimentação financeira a partir de 2012 dos médicos Maria do Carmo Borges, Ricardo Chácara e Wanderclayton Bueno dos Santos.

CPI será prorrogada

Deverá ser votado em plenário na Câmara a prorrogação por mais 90 dias da CPI. Segundo o presidente da CPI, (PT), a comissão ainda não teve acesso as todas as informações.

Segundo o Ministério Público, todos os documentos recebidos no caso dos supersalários foram liberados para a CPI através de cópias tiradas pelos próprios vereadores há um mês e que após essa data nenhum outro documento foi recebido.

Sobre a investigação, a promotoria informou que está em fase de perícia e analise dos documentos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.