PousoAlegrenet

Menu

Médicos dos ‘Supersalários’ não respondem perguntas durante CPI

Advogado pediu que fossem considerados depoimentos concedidos ao Ministério Público. CPI será encerrada dia 23.

Médicos investigados chegam para depoimentos em que ficaram em silêncio  (Foto: Reprodução EPTV / Edson de Oliveira)

Médicos investigados chegam para depoimentos em que ficaram em silêncio (Foto: Reprodução EPTV / Edson de Oliveira)

Os três médicos acusados de receber “Supersalários” estiveram nesta quinta-feira (12) na Câmara Municipal de Pouso Alegre (MG) para a oitiva da CPI que investiga o caso. Durante a reunião, os médicos Maria do Carmo Borges, Wanderclayton Bueno e Ricardo Chácara optaram por usar do direito de permanecerem em silêncio, e não responderam a nenhuma pergunta feita pelos membros da comissão. O depoimento dos três médicos era bastante aguardada pela CPI.

O advogado dos médicos pediu que a CPI considerasse o depoimento concedidos por eles ao Ministério Público em 2014. O órgão também abriu investigação sobre o caso.

De acordo com a assessoria do presidente da CPI, (PMDB), a reunião aconteceu a portas fechadas para preservar a imagem dos médicos, acatando um ofício apresentado pelo advogado do grupo.

A CPI dos “Supersalários” tem até o dia 23 de fevereiro para ser concluída e não pode ser mais prorrogada.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.