PousoAlegrenet

Menu

Rafael Huhn propõe fortalecimento do município no circuito cultural mineiro

Pleito foi o assunto central de agenda em Belo Horizonte com o secretário de Estado de Cultura, Ângelo Oswaldo. Fortalecimento do Museu Histórico e doação da antiga cadeia municipal também entraram na pauta de discussões

<a class='post_tag' href='http://pousoalegre.net/topicos/rafael-huhn/' >Rafael Huhn</a> e o secretário de Cultura de Minas.

e o secretário de Cultura de Minas.

O presidente da Câmara de Pouso Alegre, o vereador , se reuniu nesta segunda-feira (09) com o secretário de Estado de Cultura de Minas Gerais, Ângelo Oswaldo, e Bernard Santana, secretário adjunto da pasta, para propor a reinserção de Pouso Alegre de forma mais intensiva no circuito cultural mineiro. A idéia é que a casa de leis funcione como uma parceira do governo de Minas para fomentar e promover manifestações culturais e artísticas.

A pauta apresentada pelo parlamentar elencou, além da sugestão de parcerias para incentivo às ações culturais, o fortalecimento do Museu Histórico Tuanny Toledo, administrado pela Câmara, e a retomada das discussões em torno da doação da antiga cadeia municipal, pertencente ao Estado, para que o município a transforme em um centro cultural.

O vereador conta que solicitou ao secretário que Pouso Alegre seja recolocada no roteiro de produção e circulação das grandes atividades culturais no Estado. Ele lembra que, em 2011, o município chegou a receber a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais e o grupo de Teatro Galpão. Grandes acontecimentos que se tornaram possíveis por conta do trabalho pela inclusão da cidade na agenda cultura do Estado.

“Nosso trabalho parte do desejo de colocar a cultura e as manifestações artísticas em um novo patamar em Pouso Alegre. As parcerias e projetos que propomos têm o objetivo de criar as condições para que todos os segmentos, do erudito ao popular, tenham condições de florescer de forma sustentável e chegar até a população”, disserta .

Segundo o vereador, para que isso aconteça é necessário firmar parcerias em todas as esferas de poder, criar espaços propícios para o segmento se desenvolver e aprofundar as ferramentas de fomento, como as leis de incentivo fiscal.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.