PousoAlegrenet

Menu

PF faz operação em postos de combustíveis de Pouso Alegre

Um empresário de Pouso Alegre chegou a ser detido e encaminhado a Delegacia da PF em Varginha. A operação tem o objetivo de desarticular um grupo que atua em crimes relacionados à venda de combustíveis no sul de Minas.

Agentes fiscalizam postos no sul de Minas. Foto: Reprodução EPTV

Agentes fiscalizam postos no sul de Minas. Foto: Reprodução EPTV

Um posto de combustível de Pouso Alegre está sendo investigado pela Polícia Federal na Operação “Mandrake”. A operação tem o objetivo de desarticular um grupo que atua em crimes relacionados à venda de combustíveis no sul de Minas. Nesta terça-feira (11), um empresário chegou a ser detido e encaminhado a Delegacia da PF em Varginha. Além de Pouso Alegre, a operação foi realizada simultaneamente nas cidades de Varginha, Três Corações, Campanha, Elói Mendes, Três Pontas, Poços de Caldas, Juiz de Fora e Guaranésia.

Foram cumpridos 10 mandados de prisão temporária, 07 mandados de condução coercitiva, 37 mandados de busca e apreensão, bem como constrição de veículos automotores, expedidos pelo Juiz da 1ª. Vara. O nome Mandrake é uma alusão ao mágico ilusionista, personagem de desenho animado, que enganava as pessoas utilizando de técnicas de hipnose. Participaram da operação 200 policiais federais, 21 policiais rodoviários federais e auditores da receita federal do Brasil. Ainda segundo a PF, a investigação se concentra na manipulação do sistema de emissão de cupons fiscais, usado para a sonegação fiscal, a apuração de fraude do volume, entrada de combustível no tanque do veículo em quantidade menor àquela indicada no marcador da bomba. Em terceiro, a PF investiga a fraude na composição da gasolina comum. Segundo a polícia, durante a investigação, foi constatado que os postos investigados estariam vendendo gasolina com teor de álcool acima da permitida em sua composição. Os presos e conduzidos podem responder pelos crimes de associação criminosa, crime contra a economia popular e ilícitos contra a ordem econômica e estoques de combustíveis.

Todos os detidos foram levados para a delegacia da Polícia Federal em Varginha. Os nomes dos envolvidos ainda não foram divulgados pela Polícia Federal.

Nota: O nome do posto ou empresário ainda não foi divulgado pela Polícia Federal.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.