PousoAlegrenet

Menu

Prefeitura não paga, e agricultores são despejados do Cema

Prefeitura teria conseguido um prazo de mais cinco meses para que os produtores continuem no local, até que a nova Central de Abastecimento seja construída às margens da BR 459.

Arquivo/Pousoalegre.net

Arquivo/Pousoalegre.net

O esperado aconteceu. Devido a falta de pagamento de aluguel por parte da prefeitura, a Central de Abastecimento Municipal (Cema) de Pouso Alegre foi lacrada por ordem judicial na última sexta-feira (27). Oficiais de justiça acompanhados de policiais estiveram no imóvel em cumprimento da uma ação de despejo movida pelos proprietários contra a Prefeitura.

Segundo os proprietários do terreno, após notificação judicial, a prefeitura deveria ter pago imediatamente o aluguel que esta atrasado há pelo menos dois anos. O que não foi feito.

Em novembro de 2014, os cerca de 600 produtores que utilizam o local para comercializarem seus produtos teriam recebido a primeira notificação da Justiça para saírem do local, mas a Prefeitura conseguiu suspender a ordem de despejo. No início de março, uma nova notificação informava que os produtores teriam que deixar o prédio até o dia 28 de março.

Novo prazo e solução

Atualização: A prefeitura emitiu nota oficial na tarde desta segunda-feira (30) sobre a situação do CEMA. Segundo a nota, o problema foi solucionado, e os trabalhos no local continuarão normalmente. A prefeitura ainda informou que já iniciou a licitação para a construção de um novo Centro de Abastecimento, e que o prazo de conclusão da obra será de até 5 meses.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.