PousoAlegrenet

Menu

Viciado bate na mãe e durante fuga da PM capota veículo em Pouso Alegre

Família do bairro Foch vive momentos de terror após filho viciado agredir a mãe, prendê-la em casa e roubar o carro.

Um dos grandes problemas enfrentados por muitas famílias brasileiras atualmente são os desentendimentos provocados pelo vício, seja droga ou álcool. O número de ocorrências policiais envolvendo consumo de de drogas também vem crescendo assustadoramente dentro dos lares pelo Brasil. E esta triste realidade não é diferente da encontrada em Pouso Alegre.

O fato registrado nesta terça-feira (08/04) em Pouso Alegre é um destes casos que serão lembrados pelo excesso de violência causada pelo uso de entorpecentes. Tudo começou quando a Polícia Militar foi acionada a comparecer na manhã desta terça, 07, na rua Josefina Loiola, no bairro Cidade Foch, em Pouso Alegre. As informações davam conta que uma mulher idosa fora agredida pelo próprio filho e mantida em cárcere privado na sua residência. Chegando ao local, a vítima M. V relatou aos policiais que seu filho, Rafael Rodrigues da Silva, de 32 anos chegou em casa sob efeito de drogas ou álcool, e exigiu da mãe dinheiro e o carro da família. Para forçar a mãe a entregar-lhe a chave do carro, um Fiat Palio Fire vermelho, Rafael amarrou as mãos e pernas da mãe, pegou um pedaço de madeira e começou a agredi-lá. Depois de achar a chave do carro, foi embora deixando a mãe amarrada dentro de casa, com portas e portões trancados. Enquanto a mãe era socorrida até o hospital por uma equipe do Samu, a Polícia Militar iniciava uma caçada ao autor. Não demorou para avistar o Fiat Palio vermelho nas proximidades do São Geraldo. Ao perceber a aproximação dos policiais, Rafael acelerou e seguiu sentido em direção à rodovia Fernão Dias.Após não obedecer ordem de parada dos militares, Rafael capotou por várias vezes o veículo na rodovia, nas proximidades do bairro Cruz Alta. Ele foi socorrido e sofreu apenas escoriações. Após receber atendimento médico foi levado para delegacia.

Segundo o delegado Erasmo Kennedy, responsável pelo plantão do dia, Rafael será enquadrado nos artigos 129 e 148 – lesões corporais e cárcere privado – agravados pela Lei Maria da Penha. Mas isso não impede que juiz o enquadre em tentativa de homicídio. No final da tarde, a mãe de Rafael ainda abalada e com marcas de agressões pelo corpo foi levada à delegacia para prestar depoimentos. Porém, passou mal e teve que ser levada para casa.

Após levantamento da Polícia, descobriu-se ainda que Rafael Rodrigues da Silva já tinha passagens pela polícia por envolvimento com drogas e até roubos. A mãe ainda afirmou que o filho pode ter praticado outros crimes pela cidade. Os casos estão sendo investigados. Rafael foi levado para o presídio de Pouso Alegre.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.