PousoAlegrenet

Menu

Interdições na Fernão Dias serão debatidas em audiência pública

Somente este ano foram três bloqueios causados por problemas com cargas excedentes, além de acidentes

Em 22 de março, um dos puxadores do comboio teve uma pane e interditou a rodovia por 31 horas

Em 22 de março, um dos puxadores do comboio teve uma pane e interditou a rodovia por 31 horas

As interdições constantes na rodovia Fernão Dias – que liga Minas Gerais e São Paulo – serão debatidas em audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais nesta terça-feira (12). Além dos acidentes constantes, a concessionária, que administra a rodovia, registrou três bloqueios causados por problemas com cargas excedentes.

No dia 21 de março, por exemplo, a via ficou fechada por 31 horas devido a uma pane em um dos puxadores de um comboio de 540 tonelas e mais de seis metros de largura que transportava um transformador. A interdição neste dia, chegou a quase 20 quilômetros de fila no sentido São Paulo, na altura de Brumadinho.

No dia 15 de abril, o mesmo comboio teria se envolvido em um incidente na altura de Itatiaiuçu, na Grande BH, quando as ferragens do veículo se enroscaram com a fiação elétrica. De acordo com a concessionária, a Autopista Fernão Dias, o comboio não tinha autorização para deslocar-se naquela data e, por isso, a saída do veículo foi embargada.

O debate, que objetiva propor medidas que possam eliminar os riscos na via, acontece na terça-feira (13), a partir das 9h30, no Plenarinho I.

Foram convidados a participar da reunião o secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Santana de Vasconcellos; o procurador-chefe da Procuradoria da República no Estado de Minas Gerais, Adaílton Ramos do Nascimento; o diretor-superintendente da Autopista Fernão Dias em Pouso Alegre (Sul de Minas), Helvécio Tamm de Lima Filho; o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Murilo de Campos Valadares; o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), de Brasília (DF), Jorge Luiz Macedo Bastos; e o superintendente da Polícia Rodoviária Federal – 4ª Superintendência Regional, em Contagem (RMBH), Guido Marcelo Mayol.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.