PousoAlegrenet

Menu

Dicas simples podem agilizar o agendamento do Seguro Desemprego

Quadro de horários disponíveis para marcação é renovado aleatoriamente. Interessados devem ficar atentos e acessar a internet em momentos diferentes

Existem alternativas que podem garantir mais rapidez ao agendamento da solicitação do Seguro Desemprego pela internet, tanto nos postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine), quanto nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs). Diariamente, são abertas vagas para o requerimento do benefício via web, com disponibilização em horários aleatórios.

Como frisa o diretor de Gestão de Processos de Atendimento da Secretaria de Estado do Trabalho e de Assistência Social (Sedese), Emanuel Marra, nem sempre quem entrar na internet à meia-noite ou no começo da manhã vai conseguir visualizar horários livres para marcação. “Às vezes, a pessoa precisa entrar algumas vezes no decorrer do dia, para conferir novos horários colocados à disposição. A agenda se renova”, avisa Marra.

Além disso, O diretor orienta que as pessoas considerem agendar o requerimento do Seguro Desemprego nas cidades do entorno de Belo Horizonte ou mesmo em bairros que não sejam os mais próximos de casa. “Quem mora no Vetor Norte, por exemplo, tem em municípios como Lagoa Santa e Vespasiano ótimas opções para acelerar o acesso ao benefício. Moradores do Barreiro, por sua vez, podem recorrer a Ibirité e Brumadinho”, orienta.

Seguro Desemprego

De acordo com o diretor de Gestão de Processos de Atendimento, o Seguro Desemprego pode ser requerido no período de sete a 120 dias corridos após a data da dispensa. O tempo médio que as pessoas têm esperado atualmente para agendar a solicitação do benefício é de 20 dias.

Dados da Sedese apontam que, de janeiro a abril deste ano, 248.607 pessoas entraram com pedido de Seguro Desemprego em Minas Gerais, contra 262.727 no mesmo quadrimestre de 2014, e 245.464 nos quatro primeiros meses de 2013. Já a quantidade de desligados de seus postos, segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, ficou em 430.075, entre janeiro e março deste ano; em 431.725, no mesmo período de 2014; e em 474.529, no primeiro trimestre de 2013.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.