PousoAlegrenet

Menu

Polícia Civil guarda mais de 100 mil cédulas de identidade perdidas em Minas

No Setor de Carteiras Recuperadas há documentos de pessoas de todo o estado à espera dos donos

Armazenados no Setor de Carteiras Recuperadas do Instituto de Identificação da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), mais de 100 mil documentos de identidade perdidos esperam pelos donos que, na maioria dos casos, preferem engrossar as filas para solicitação de uma segunda segunda via.

Ao serem encontrados, os documentos são entregues à PCMG por cidadãos comuns ou por instituições públicas. “As pessoas acham estas carteiras e entregam aos Correios, às rodoviárias dos municípios, por exemplo, e estes documentos são repassados para a Polícia Civil”, afirma o Assessor de Gabinete do Instituto de Identificação, Evando Martins.

As carteiras ficam arquivadas por cinco anos

As carteiras ficam arquivadas por cinco anos

De acordo com Evando, no Setor de Carteiras Recuperadas há documentos de identidade de todo o estado. “A maioria das carteiras é da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Mas como muitas pessoas se deslocam do interior para a capital, também possuímos carteiras de todas as partes do estado”, explica. Ele adverte que, no Instituto de Identificação, as carteiras ficam arquivadas durante cinco anos. Após esse período, os documentos são destruídos.

O grande número de carteiras armazenadas no Instituto de Identificação pode ser explicado, segundo Evando, pelo comportamento médio dos cidadãos que perdem os documentos. “Quando uma pessoa perde a carteira de identidade, geralmente ela fica mais preocupada com o registro da ocorrência de perda ou furto para, posteriormente, solicitar a outra via da documentação, e muitas vezes não procura o documento no local em que essa carteira pode estar”, ressalta.

Atendimento ao cidadão

Cidadãos que perderam a carteira de identidade podem procurar o documento no Setor de Carteiras Recuperadas, que funciona de segunda a sexta, das 8h às 18h, no prédio do Instituto de Identificação, na Avenida Augusto de Lima, número 1.833, Barro Preto.

Caso não encontre o documento, o cidadão deve solicitar a outra via da identidade se dirigindo, na capital, ao Posto de Identificação da Polícia Civil, localizado na Câmara Municipal, ou às Unidades de Atendimento Integrado (UAI) – Praça Sete, Barro Preto, Barreiro e Venda Nova.

No interior do estado os postos da Polícia Civil também funcionam nas UAI’s. A taxa para a emissão da outra via da Carteira de Identidade é de R$ 27,23. É preciso apresentar duas fotos 3×4 e original da certidão de nascimento, para solteiros; e de casamento, para casados.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.