PousoAlegrenet

Menu

Agricultura Familiar movimenta R$ 2,8 bilhões em crédito rural em MG

Minas está entre os três estados que mais acessaram os recursos na safra 2014-2015, beneficiando 209 mil trabalhadores

Minas Gerais responde por 60% do volume de crédito rural e por 70% das famílias beneficiadas.  Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG

Minas Gerais responde por 60% do volume de crédito rural e por 70% das famílias beneficiadas. Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG

A agricultura familiar movimentou cerca R$ 2,8 bilhões em crédito rural na safra 2014-2015, um crescimento de 9% em relação ao período de 2013-2014. O montante atendeu a cerca de 209 mil famílias de agricultores e agricultoras, colocando Minas Gerais entre os três estados que lideram o acesso aos recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

De julho de 2014 até o mês passado, o programa girou cerca de R$ 23,9 bilhões no país. O Pronaf busca estimular a geração de renda e melhoria na produção, por meio do financiamento de atividades e serviços rurais.

Do total de cerca de R$ 2,8 bilhões, R$ 1,6 bilhão foi para investimentos (obras de infraestrutura e compra de equipamentos, por exemplo) e cerca de R$ 1,2 bilhão para custeio, como aquisição de sementes. Na região Sudeste, Minas Gerais responde por quase 60% do volume de crédito rural e por mais de 70% do número de famílias beneficiadas. Os dados são do Banco Central (BC) e refere-se aos contratos firmados entre 1º de julho de 2014 a 31 de junho deste ano.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a projeção para a safra 2015/2016 em Minas Gerais é de que o Pronaf alcance R$ 4,4 bilhões em 215 mil contratos.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Glenio Martins, destaca que o Pronaf é um instrumento muito importante para a expansão das atividades agrícolas no campo, oferecendo condições de prazo, juros e carência bem mais vantajosas em relação ao mercado.

Glenio Martins ressalta que a Secretaria está credenciada pelo MDA para emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), nos grupos A e A/C, destinados somente aos assentados da reforma agrária e beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF).

A Emater-MG também é responsável pela elaboração dos projetos de crédito rural do Estado e atende, além dos grupos A e A/C, os produtores enquadrados em outros segmentos do programa. A empresa também oferece assistência técnica aos agricultores para que eles apliquem de maneira correta os recursos e obtenham resultados positivos.

“Sem a DAP não há como o trabalhador ou trabalhadora rural acessar o crédito do Pronaf. Portanto, o trabalho do Governo de Minas Gerais, em parceria com os movimentos sindicais, vem garantindo o fortalecimento da agricultura familiar no Estado”, completou o secretário.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.