PousoAlegrenet

Menu

Incentivo fiscal pode assegurar manutenção de 300 empregos na Ice Bom

Reunião articulada pelo presidente da Câmara, Rafael Huhn, promoveu encontro entre o secretário Estadual da Fazenda e o diretor da empresa. Regime tributário especial pode garantir a manutenção de 300 empregos na empresa.

Reunião entre diretor da empresa e o secretário de Estado da Fazenda contou com a participação de <a class='post_tag' href='http://pousoalegre.net/topicos/rafael-huhn/' >Rafael Huhn</a>. Foto: Divulgação Assessoria

Reunião entre diretor da empresa e o secretário de Estado da Fazenda contou com a participação de . Foto: Divulgação Assessoria

O secretário de Estado da Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalhos, recebeu na sexta-feira (24) o diretor proprietário da empresa Maxi Bom Alimentos, a Ice Bom, André Ribeiro. Em pauta a possibilidade de incluir a empresa no regime especial de cobrança do ICMS. Com sede em Pouso Alegre, a fabricante de sorvetes enfrenta a concorrência de empresas de outros estados, cujo tributo tem menor peso sobre suas atividades. Para se manter no mercado e ser competitiva, a empresa deu início a um programa de expansão que gerou 300 empregos diretos. O plano de negócios, no entanto, depende do incentivo tributário para ser mantido.

Este é o segundo encontro entre representantes do governo do Estado e da empresa. Ambos foram articulados pelo presidente da Câmara de Pouso Alegre, o vereador . Em maio, eles já haviam se reunido com o secretário de Governo, Odair Cunha. Nesta segunda reunião, obtiveram de Bicalhos a promessa de que a empresa será incluída no programa de incentivo fiscal. O pedido será protocolado na próxima reunião do Conselho Fiscal mineiro, que ocorre esta semana.

As tratativas ocorrem em um momento de fragilidade da Indústria nacional. Em Pouso Alegre, a situação não é diferente. Mesmo com uma série de investimentos programados pelo setor na cidade, em junho o saldo entre demissões e admissões ficou negativo. Em outras palavras, foram fechados 38 postos de trabalho no período. O quadro geral ficou ainda pior. Somando as demissões de todos os setores, 148 vagas foram encerradas no mês de junho.

“É vital para qualquer município zelar pela saúde financeira e pela competitividade de suas empresas. E, em um momento de grave crise econômica, se torna de fundamental importância para garantirmos o emprego de nossos munícipes”, avalia o vereador .

Expansão

A empresa solicita o incentivo fiscal para seu projeto de ampliação desde 2014 junto Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI). A intermediação do vereador facilitou a discussão entre os empresários e o governo do Estado, a fim de viabilizar a expansão da fábrica em Pouso Alegre.

Com 27 anos de história, a Ice Bom é uma empresa genuinamente pouso-alegrense. Nasceu pequena e hoje é uma das maiores da região em seu segmento. Agora, a empresa que já gera 306 empregos diretos, pretende dobrar sua capacidade produtiva, com possibilidade de gerar mais 300 vagas de trabalho.

O diretor da empresa, André Ribeiro, ressalta que a inclusão no regime diferenciado de ICMS amplia os horizontes da empresa, incrementando sua competitividade no mercado. Para ele, a interlocução ágil do presidente da Câmara deu novo fôlego às negociações para obtenção dos incentivos fiscais. “Nós levamos até o presidente nossas dificuldades na empresa e ele se prontificou, de imediato, a ajudar, conseguindo agendar a reunião no mesmo dia que foi solicitado”, conta.

Discussão em torno do ICMS

Os encontros articulados pelo vereador abriu espaço para uma discussão ainda mais profunda no governo de Minas. Cerca de 70% do sorvete consumido pelos mineiros vem de outros estados. Uma das questões conjunturais apontadas para explicar o fenômeno está no regime de tributação, que pode ser até um terço do praticado em Minas especialmente em se tratando de ICMS. “Nós levamos a demanda da Ice Bom, mas também estamos ampliando o espaço de discussão para o setor como um todo no estado. As fábricas de sorvete mineiras precisam de uma política fiscal estratégica para se firmarem”, analisa o vereador.

Com informações de assessoria

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.