PousoAlegrenet

Menu

Inflação da construção civil aumenta em maio

Inflação da construção civil aumenta em maio. Foto: Arquivo Agência Brasil

Inflação da construção civil aumenta em maio. Foto: Arquivo Agência Brasil

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), que mede a inflação para o setor, aumentou em maio para 1,26%, divulgou hoje (10) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em abril, o indicador havia registrado 0,5%, um resultado 0,76 ponto percentual inferior.

De acordo com o IBGE, o custo nacional para a construção do metro quadrado subiu de R$ 923,58 para R$ 935,20. A maior parte dos gastos, de R$ 505,02, continua a ser relativa aos materiais, enquanto R$ 430,18 são pagos pela mão de obra.

Em maio, as duas partes do custo da construção civil subiram mais que em abril. Os materiais registraram inflação de 0,54%, 0,11 ponto percentual superior ao do mês anterior. O aumento da inflação foi mais intenso na mão de obra, que teve inflação de 2,12% em maio, índice 1,53 ponto percentual maior que em abril.

No ano, a mão de obra acumula inflação de 3,42% e os materiais, de 1,55%. Já no período de doze meses encerrado em maio, a mão de obra teve alta de 7,89% e os materiais, de 3,53%.

São Paulo e o Sudeste foram respectivamente o estado e a região que tiveram as maiores altas em maio. A construção civil paulista teve variação de 3,79%, e a segunda maior do país foi a fluminense, com 3,63%. Com o resultado dos dois estados, o Sudeste teve uma variação de 2,78%, enquanto, nas outras regiões, a inflação ficou abaixo de 1%. A menor foi registrada no Centro-Oeste, com 0,26%.

O Sudeste tem o mais alto custo da construção do metro quadrado, R$ 985,87, e o Nordeste, o menor, R$ 868,48. O estado com o metro quadrado médio mais caro do país para a construção civil é o Rio de Janeiro, R$ 1.170,08.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.