PousoAlegrenet

Menu

Servidores do pronto atendimento do bairro São João entram em greve em Pouso Alegre

Apenas atendimentos de urgência e emergência estão sendo realizados. Funcionários reivindicam melhorias para o setor.

Atualizado às 18h21m de 04/08/2015 para inclusão de nota da prefeitura.

Cartaz pede que moradores apoiem a greve por uma saúde melhor. Foto: Bruno Freitas / TV Libertas

Cartaz pede que moradores apoiem a greve por uma saúde melhor. Foto: Bruno Freitas / TV Libertas

Servidores do pronto atendimento do Bairro São João, em Pouso Alegre (MG) entraram em greve nesta terça-feira (04). Apenas atendimentos de urgência e emergência estão sendo realizados.

Desde o dia 23 de julho, a categoria reivindica a volta do pagamento de horas extras, que foi suspenso pela prefeitura. Eles também cobram melhorias nas condições de trabalho, e denunciam a falta de medicamentos e materiais para trabalho. Segundo os funcionários, a secretaria de Saúde declarou que não pretende mais negociar com a categoria.

Ainda pela manhã, o prefeito lamentou a decisão tomada pelo segmento e disse acreditar que a greve tenha objetivos políticos.

“Nós temos que distinguir reivindicações justas dos trabalhadores de movimentos de oposição político-partidária. Isso não cabe em nenhum momento e prejudica a cidade. É uma postura que desqualifica o grande trabalho que os bons servidores da Saúde fazem”, disse. “Nosso trabalho com os servidores públicos é um dos melhores do Brasil. Temos um aumento real de salário de 12%. Alguns ajustes temos que fazer. O mundo inteiro está fazendo. Não vejo nenhum motivo para que esse movimento aconteça”, declarou o prefeito à EPTV.

Os grevistas negaram que a paralisação dos trabalhos tenham objetivos políticos.

Por meio de nota, a prefeitura afirmou que a maioria das reivindicações já foram atendidas na forma das possibilidades legais, financeiras e orçamentárias do Município, e que a greve não possui motivo justo. Ainda segundo a prefeitura, a administração vem cumprindo com todos os seus compromissos.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.