PousoAlegrenet

Menu

Audiência volta a cobrar providências do governo estadual para melhorias da MG-290

Em audiência pública, políticos e lideranças locais ouviram que duplicação não será possível agora.

Políticos e lideranças comunitárias do Sul de Minas participaram da audiência pública nesta terça (10) - Foto: Raíla Melo

Políticos e lideranças comunitárias do Sul de Minas participaram da audiência pública nesta terça (10) – Foto: Raíla Melo

As condições de tráfego da MG-290, que vai de Pouso Alegre até a Divisa com o Estado de São Paulo, foram tema de audiência pública na tarde da terça-feira (10) no auditório da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em Belo Horizonte (MG). A reunião aconteceu às 15h e foi organizada pela Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas.

Entre as demandas, estavam a imediata instalação de uma terceira faixa na rodovia MG-290, no trecho entre Pouso Alegre e Ouro Fino; a reativação de radares e de balanças de veículos pesados; melhorias na sinalização; reativação do serviço de atendimento ao usuário; o aumento do efetivo policial rodoviário e a implantação de redutores de velocidade nos trechos mais perigosos, como o trevo de Inconfidentes.

As demandas foram defendidas pelo líder do Movimento SOS MG-290, Octávio Miranda Junqueira, e por prefeitos, vereadores e moradores da região, como medidas paliativas, a serem colocadas em prática com a maior brevidade possível pelo Governo do Estado. A maioria dos participantes admitiu, porém, que o grande anseio da população dos municípios cortados pela MG-290 naquela região seria a duplicação do trecho que compreende 91 quilômetros e onde é comum o registro de graves acidentes em razão das deficiências da estrada, que já tem mais de 50 anos. Essa reivindicação, porém, não será atendida em curto ou médio prazo, segundo informaram representantes do governo.

A reunião foi conduzida pelo deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), que é de Ouro Fino, com o objetivo de debater as condições de tráfego da MG-290, tendo em vista a importância dessa rodovia que liga o Sul de Minas a São Paulo. Tambem participaram da audiência deputados, o presidente da Câmara de Pouso Alegre, (REDE), e prefeitos e vereadores de outras cidades no entorno da rodovia.

Segundo o autor do requerimento, 8 mil veículos trafegam diariamente pela rodovia, no trecho que envolve os municípios de Jacutinga, Borda da Mata, Inconfidentes, Ouro Fino e Pouso Alegre. Além de automóveis de passeio e ônibus (inclusive escolares), circulam pelo trecho muitos veículos longos e pesados, como carretas e caminhões, incompatíveis com o traçado da rodovia, com muitas curvas perigosas, que não comportam esse tipo de tráfego, conforme observaram os participantes da reunião.

Líder de movimento SOS MG-290 pede duplicação

Ao defender a duplicação de 90 quilômetros da rodovia, o líder do Movimento SOS MG-290, Octávio Junqueira, disse que o custo-benefício seria altamente compensador, não só pelas vidas que pouparia, mas também para o desenvolvimento econômico da região e do Estado. Ele também pediu o apoio do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG) para a realização de campanhas publicitárias educativas, visando a conscientizar os motoristas sobre os perigos da via.

“É uma bomba relógio”, disse, referindo-se à rodovia. “Será preciso uma tragédia de grandes proporções para que se tomem providências?”, indagou, dizendo que conta com a Assembleia de Minas para fazer chegar ao governador a insatisfação da população. Octávio Junqueira também exibiu um vídeo feito durante a campanha eleitoral, no qual o então candidato a governador , em visita à região, prometeu resolver o problema de infraestrutura da MG-290 antes de 2016.

As reivindicações do líder do movimento foram encampadas também por moradores, vereadores e prefeitos dos municípios da região presentes à audiência, entre eles o prefeito de Ouro Fino, Maurício Lemes de Carvalho, para quem “o governador foi infeliz quando falou que antes de 2016 faria a execução da obra, pois, como político, sabemos que toda obra tem que ter projeto e demanda prazo para licitação”.

O presidente da Câmara de Pouso Alegre, vereador , participou da audiência. Rafael destacou que a rodovia tem grande influência no dia a dia da região, com desdobramentos econômicos importantes, a partir do intercâmbio de serviços, transporte de cargas e circulação de pessoas. “É um debate que fazemos há algum tempo. Nossos munícipes não podem mais ser penalizados com a insegurança e ineficácia da infraestrutura deficitária da MG-290”.

O assessor da Diretoria-Geral do DER-MG, Cláudio Lima do Nascimento, disse que a expectativa do órgão é concluir o projeto de melhoria dentro do prazo. Ele admitiu que os primeiros 51 quilômetros do trecho necessita de acostamentos e correções em 50 curvas. Segundo ele, o projeto atrasou em razão de liminar da Justiça que suspendeu a abertura das propostas e o assunto, agora, está sendo tratado no âmbito do Tribunal de Contas do Estado e da Justiça. Quanto à reativação das balanças, disse que o edital será publicado ainda neste mês.

O diretor de projetos do DER, Adalberto Bahia, explicou que o projeto de ampliação da capacidade da MG-290 deverá ser finalizado no início do segundo semestre de 2016. Após essa fase, segundo explicou o diretor, será feito o edital para licitação da realização da obra, salientando que o governo estadual necessitará de recursos para isso.

Reunião foi conduzida pelo deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), que é de Ouro Fino. Foto: Raíla Melo

Reunião foi conduzida pelo deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), que é de Ouro Fino. Foto: Raíla Melo

Deputado vai pedir audiência com governador

O deputado Dalmo Ribeiro fez um histórico da situação da MG-290, relatando uma série de ações conduzidas por políticos, moradores e movimento sociais, visando a melhorias na infraestrutura da via. Disse ainda que neste ano foram feitos inúmeros pedidos para instalação de radares e para que medidores de velocidade voltem a funcionar.

O parlamentar contou que em agosto chegaram a realizar audiência com o governador para tratar do assunto e que vai apresentar um requerimento para a realização de novo encontro, a fim de cobrar providências urgentes. Ele pediu ainda que o DER-MG dê especial atenção ao trevo de Inconfidentes, que dá acesso também a Bueno Brandão. O local, segundo ele, é “perigosíssimo”, e por isso faz um apelo para que façam de imediato a instalação de radares e lombadas.

Ao final da reunião, Dalmo apresentou requerimento para que a Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas realize audiência das lideranças da região com o governador Pimentel para que ele tome conhecimento da situação crítica da rodovia. O parlamentar também solicitou, por meio de requerimento, providências para agilização do projeto executivo, além da construção (em caráter emergencial) de duas terceiras faixas na MG-290: em Serrinha e em Jacutinga. Outro requerimento apresentado é para que seja enviado ao governador as notas taquigráficas da reunião.

“A duplicação da MG-290 não depende apenas do meu mandato, da sociedade, mas ela cabe exclusivamente ao governo estadual, e vamos continuar lutando por ela. Neste ano fiz inúmeros pronunciamentos cobrando melhorias para a nossa rodovia. Os radares necessitam ser religados e a balança de Borda da Mata reativada. O trabalho continua e só se encerra com 100% da obra concluída”, reafirmou Dalmo Ribeiro.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.