PousoAlegrenet

Menu

Ex-delegado pouso-alegrense é condenado a 18 anos de prisão por matar ex-namorada de 17 anos

Geraldo do Amaral Toledo Neto era acusado de matar a jovem, com quem teria um relacionamento, em abril de 2013.

Amanda levou um tiro na cabeça e ficou cerca de dois meses internada. Foto: Reprodução Facebook

Amanda levou um tiro na cabeça e ficou cerca de dois meses internada. Foto: Reprodução Facebook

O ex-delegado Geraldo do Amaral Toledo Neto foi condenado a 18 anos e nove meses de prisão por matar uma adolescente de 17 anos. O pouso-alegrense era acusado de matar a jovem, com quem teria um relacionamento, em abril de 2013.

Geraldo Toledo foi condenado por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e por impossibilidade de defesa da vítima, e fraude processual. A sentença foi dada na sexta-feira (4), em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais.

De acordo com as investigações, Geraldo Toledo deu um tiro na cabeça de Amanda Linhares Santos. O julgamento começou na terça-feira (1º), quando todas as nove testemunhas e informantes arrolados pela acusação e pela defesa foram ouvidas.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.