PousoAlegrenet

Menu

Regulamentação para carroças é rejeitada por vereadores de Pouso Alegre

Projeto inseria diversas regras e sanções aos carroceiros. Segundo o projeto, as medidas buscavam melhores condições de trabalho e para os animais.

Cavalo cai de cansaço no centro de Pouso Alegre.

Cavalo cai de cansaço no centro de Pouso Alegre.

O Projeto de Lei que regulamenta o uso de veículos de tração animal na zona urbana de Pouso Alegre foi reprovado por onze vereadores, contra três, na reunião desta terça-feira (15). O processo de votação vinha sendo acompanhado há três semanas por pessoas a favor ou contrárias ao projeto.

Durante a votação, quase todas as 280 cadeiras do plenário estavam preenchidas e havia muitas pessoas em pé para acompanhar a votação. Entre os presentes estavam protetores dos animais, charreteiros e carroceiros, além de populares a favor do projeto. A votação teve momentos de discussão entre vereadores e gritos dos populares.

Protetores dos animais estiveram na Câmara para pressionar aprovação do projeto.

Protetores dos animais estiveram na Câmara para pressionar aprovação do projeto.

Carroceiros e pessoas contrárias ao projeto também  foram em peso pressionarar os vereadores.

Carroceiros e pessoas contrárias ao projeto também foram em peso pressionarar os vereadores.

O projeto regulamentava itens como idade mínima para dirigir o veículo, equipamentos necessários, emplacamento e registro do veículo, animal e condutor, questões sobre a saúde do animal, exames periódicos, multas, e proibição de circulação pelo hipercentro da cidade. Segundo o projeto, as medidas buscavam melhores condições de trabalho e para os animais.

O projeto foi reprovado por 11 votos contra 3. O autor da proposta, o vereador acusou os vereadores contrários de usarem politicagem e falta de leitura do projeto de emenda por parte dos vereadores.

O vereador lamentou a não aprovação do projeto “Precisamos de uma lei forte para garantir que acabe os maus tratos para acabar com aqueles que ainda não tem e escravizam os animais em beneficio próprio, debaixo do sol, sem água.” Para ele, faltou diálogo: “Faltou entendimento, diálogo e assim não se constrói a democracia”, finalizou o vereador.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.