PousoAlegrenet

Menu

De exemplo a vergonha: Pouso Alegre é criticada na região

Buracos e diversos problemas na cidade passam a preocupar moradores da região, que tem o município como referência para serviços, empregos, comércio, saúde e educação.

Pouso Alegre esta repleta de buracos.

Pouso Alegre esta repleta de buracos.

A indignação popular com os problemas de Pouso Alegre ultrapassaram os limites do município. Agora, moradores de cidades vizinhas, que antes pareciam não se incomodar, passaram a reclamar da situação na cidade.

Pouso Alegre sempre foi referência para moradores da micro-região, que veem a cidade em busca de melhores serviços, opções de comércio, saúde, educação e emprego. E como referência, Pouso Alegre sempre serviu como o exemplo da região em questão de desenvolvimento. E é ai que começa o problema atual.

O município parece abandonado. Buracos enormes estão por todas as partes. Em todos os bairros, em praticamente todas as ruas, buracos. Os problemas envolvendo a saúde não saem dos noticiários. Escândalos na política são frequentes. A “cidade do emprego” é a que mais demitiu e a que esta com mais desempregados na região. A criminalidade e número de homicídios aumentou.

Os problemas em Pouso Alegre chamaram a atenção de um articulista da revista “Empório de Notícias”, de Santa Rita do Sapucaí, que não costuma abordar os problemas de Pouso Alegre e outras cidades. O artigo também toca em questões politicas e partidárias. Iremos reproduzi-lo na integra abaixo:

emporio

Pouso Alegre e a tríplice desgraça administrativa

Se, nas últimas eleições, Santa Rita do Sapucaí proporcionou a maior rejeição ao PT em todo o planeta, a situação foi bem diferente com a vizinha Pouso Alegre. No momento em que a “cidade que abraça o futuro” viu o estado de Minas eleger um governador petista, foi agraciada com a tríplice desgraça administrativa: estar submetida ao PT nas esferas federal, estadual e municipal.

Muitas pessoas poderiam acreditar que um cenário assim teria consequências positivas para a nossa estimada cidade satélite. Ao que parece, isso não está acontecendo. Nas últimas vezes em que lá estive, senti um forte impacto ao atravessar a ponte. As ruas estavam tomadas por crateras que emprestavam uma aparência de desleixo e descompromisso com a coisa pública. Em alguns pontos, buracos de um metro e meio de diâmetro foram preenchidos com ilhas de paralelepípedos, demonstrando uma lambança fora dos padrões para uma cidade que sempre foi referência em nossa região.

Uma das ruas mais bacanas de PA, a Tuany Toledo, lembrava muito a superfície lunar, com enormes crateras e um delicioso cheiro de queijo que escapava de seus charmosos restaurantes. No lugar de espaçonaves, vimos carros que se contorciam para não caírem em uma daquelas armadilhas.

Se a crise tirou todo mundo da zona de conforto e botou muita gente em dificuldade, a situação tende a piorar quando a população não obtém um mínimo de retorno por parte de seus governantes. O que pensaria um investidor ao chegar à terra do Comendador e encontrar uma cidade em condições tão precárias?! Calçamento é coisa básica. Uma cidade do nível de Pouso Alegre não poderia estar se debatendo com situações tão simplórias.

Sob o olhar de um visitante, ficaram algumas perguntas. O que estaria acontecendo com a rica e promissora Pouso Alegre? A cidade cresceu sem planejamento? Falta compromisso da administração? Reflexo do momento delicado vivido pelo país? Não sabemos o que se passa. Desejamos, apenas, que nossos estimados vizinhos consigam escapar desta enrascada e devolvam, ao poderoso município, o cuidado que merecem.

(Carlos Romero Carneiro)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.