PousoAlegrenet

Menu

Ex-escrivã condenada por desvio é presa em Pouso Alegre

Ana Lúcia Monroe Pádua havia sido condenada pelos crimes em 2014, mas recorreu, e respondia em liberdade.

Ex-escrivã foi condenada a 14 anos e 8 meses de prisão . (Foto: Reprodução EPTV)

Ex-escrivã foi condenada a 14 anos e 8 meses de prisão. (Foto: Reprodução EPTV)

Foi presa na segunda-feira (7) a ex-escrivã do Fórum de Pouso Alegre (MG), Ana Lúcia Monroe Pádua, condenada a 14 anos e oito meses de prisão pelos crimes de peculato, inserção de dados falsos no sistema judiciário e destruição de documentos.

Ana Lucia respondia o processo em liberdade mesmo tendo sido condenada em 2014 pela 2ª Vara Criminal de Pouso Alegre. A prisão foi um pedido do Ministério Público baseado em uma determinação do Supremo Tribunal Federal que determina a prisão de condenados depois que a sequência for confirmada, mesmo não tendo esgotados todos os recursos possíveis de defesa.

Segundo o MP, em vez de preencher os processos com dados da conta bancária do beneficiado de indenizações ganhas na Justiça, a ex-escrivã colocava o número da própria conta bancária e, em seguida, destruía os processos. O desvio foi descoberto em 2009, mas segundo a acusação, estaria sendo feito desde 1999.

Em 2011 Ana Lúcia foi afastada do cargo e teve seus bens bloqueadas. Alegando não estar em seu juízo perfeito, a ex-escrivã foi internada no Hospital Psiquiátrico e Judiciário Jorge Vaz, de Barbacena. Porém, dois meses depois, o hospital emitiu laudo informando que não havia constatado doença mental que a impedisse de administrar seus bens.

Em 2014, a ex-escrivã foi condenada a devolver cerca de R$ 650 mil e a cumprir 14 anos de prisão.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.