PousoAlegrenet

Menu

Policiais suspeito de propina em Pouso Alegre são levados para Casa de Custódia

Eles foram presos em flagrante no momento em que o dinheiro da propina seria entregue. Advogados dizem ter vídeo e áudio das conversas.

Delegado e investigador foram presos suspeitos de pedir propina em Pouso Alegre. Imagem: Reprodução EPTV

Delegado e investigador foram presos suspeitos de pedir propina em Pouso Alegre. Imagem: Reprodução EPTV

Um delegado e um investigador da Polícia Civil de Pouso Alegre foram presos e levados para a casa de custódia de Belo Horizonte (MG) nesta quarta-feira (2). Os dois são suspeitos de cobrar R$ 50 mil em propina para facilitar’ uma investigação de homicídio ocorrido no dia 15 de fevereiro em Pouso Alegre.

A denuncia foi feita por dois advogados que dizem ter registrado em áudio e vídeo as conversas na delegacia da cidade: “O delegado nos pediu um valor para nos beneficiar. Não aceitamos”, contou a EPTV o advogado Marcos Freire junto com o colega Gleydson Lopes.

Na tarde desta quarta-feira (2), o flagrante foi feito no momento em que o dinheiro da propina seria entregue. Outros dois policiais civis também são apontados como integrantes do esquema. Durante a noite, vítimas e suspeitos foram ouvidos.

Por meio de nota, a assessoria da Polícia Civil apenas confirmou que a corregedoria cuida do caso e que o delegado Erasmo Kennedy de Carvalho, de 45 anos foi encaminhado para Belo Horizonte junto com o investigador Abel Caetano Filho, de 39 anos. Nenhum representante dos dois suspeitos foi localizado para falar sobre as acusações até essa publicação.