PousoAlegrenet

Menu

CPI do Iprem define datas para depoimentos

Vão depor à CPI dois servidores da prefeitura, dois do Iprem e o autor da denúncia que motivou a investigação parlamentar. Oitivas começam no dia 18 de maio

Foto: Câmara

Foto: Câmara

Servidores da Secretaria da Fazenda, do Iprem e o presidente do Sindicado dos Servidores Públicos (Sisempa), autor da denúncia que motivou a abertura da investigação, serão ouvidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara que apura supostas irregularidades em repasses feitos pela Prefeitura ao Instituto de Previdência dos Servidores Municipais, o Iprem. A definição das oitivas ocorreu na tarde desta quarta-feira (27), em reunião da comissão.

A tomada de depoimentos ocorrerá em três dias distintos. Luiz Antônio dos Santos, presidente do Sisempa, será o primeiro a ser ouvido pelos parlamentares, no dia 18 de maio, às 15h. No dia 25 de maio, também a partir das 15h, será a vez do secretário de Fazenda Messias Morais e, na sequência, do contador da prefeitura. As oitivas dos representantes do Iprem ocorrem no dia 1º e junho. Serão ouvidos Eduardo Felipe Machado e Agnaldo Claret de Oliveira. Os depoimentos, também nesse caso, começam a ser tomados a partir das 15h.

Ficou definido que, após a tomada do último depoimento, a comissão vai avaliar a necessidade de proceder com novas oitivas ou diligências.

Documentação
A CPI recebeu do Iprem os documentos referentes aos repasses que a Prefeitura fez ao instituto nos últimos anos. Já a documentação solicitada à Prefeitura ainda não foi enviada. O Executivo, porém, enviou ofício solicitando prorrogação do prazo para entrega do material. O pedido foi atendido pela comissão depois de votação entre seus membros. Por três votos a dois, ficou decidido que o prazo para entrega dos documentos será prorrogado por mais 15 dias.

A comissão de investigação apura supostas irregularidades nos repasses de obrigações trabalhistas da Prefeitura ao Iprem. A ação poderia estar prejudicando as finanças do instituto e ser caracterizada como empréstimos irregulares. Compõe a CPI os vereadores Gilberto Barreiro (PRB) (presidente), Wilson Tadeu Lopes (PV) (relator), Hamilton Magalhães (PTB), Adriano da Farmácia (PR) e Ney Borracheiro (PV).

Foto: Câmara

Foto: Câmara

Foto: Câmara

Foto: Câmara

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.