PousoAlegrenet

Menu

Maria Fumaça segue abandonada em Pouso Alegre

Em maio 2013 um incêndio atingiu vagões. Depois disso, apenas a maquina principal recebeu uma pintura, mas precisa de reforma

Alguns vagão incendiados em 2013 permanecem sem reforma (Reprodução EPTV)

Alguns vagão incendiados em 2013 permanecem sem reforma (Reprodução EPTV)

O estado de abandono da Maria Fumaça em Pouso Alegre voltou a ser assunto na cidade. Na semana passada foi motivo de discussão no plenário da câmara municipal, e essa semana foi reportagem da EPTV Sul de Minas.

Em 15 de maio de 2013 um incêndio atingiu a Maria Fumaça. Além de uma parte da estação, dois vagões foram atingidos. O vagão-restaurante que ficou totalmente destruído e outro, parcialmente queimado. Na época a prefeitura divulgou em uma nota a suspeita que o incêndio tenha sido criminoso.

Em novembro de 2013 a prefeitura divulgou o inicio da reforma da Maria Fumaça, com o dinheiro do Fundo Estadual de Cultura, de R$ 110 mil, aprovado em 2011. Mas na época, o secretário de cultura e turismo, José Clévio, disse que o valor não era suficiente para uma intervenção mais profunda, mas que garantiria que a Maria Fumaça retomasse sua condição de ponto turístico.

Cabine abandonada no meio do mato (Reprodução EPTV)

Cabine abandonada no meio do mato (Reprodução EPTV)

Depois disso, um guarda municipal foi escalado para fiscalizar o local durante o dia. No entanto, em termos de cuidado com o patrimônio pouca coisa mudou nos últimos anos. Quem passa pela Maria Fumaça se depara com muita sujeira e resquícios de uma fogueira.

Apenas a máquina principal foi pintada e já precisa de outra reforma. Um dos vidros colocados na última reforma está quebrado. As laterais da composição permanecem pichadas. Os descansos das poltronas foram arrancados e o forro de madeira está todo esburacado. O mato alto encobre algumas máquinas, como o vagão que dava suporte mecânico a trens e chegou a rodar entre 1997 e 2000.

Vagão reformada, já precisa de reparos. (Reprodução EPTV)

Vagão reformada, já precisa de reparos. (Reprodução EPTV)

“Roubaram quase tudo da máquina. O prejuízo é muito maior do que R$ 100 mil”, relata o presidente da Associação Pró Ferrovia Sul de Minas Gerais, Joaquim Scarato, a EPTV.

Indignada, Inês Coutinho, fundadora da associação, lamenta a deterioração da Maria Fumaça. “Os andarilhos tomaram conta e nós perdemos um patrimônio. Acho que alguns vagões ali não têm recuperação”, comenta.

Em nota, a Prefeitura de Pouso Alegre informou que uma reforma foi feita no primeiro vagão para que ele fosse utilizado como ponto de visitação e que, em breve, o local terá um posto da guarda municipal com serviço de informações turísticas e apresentações culturais. Não foi dado um prazo para a implementação dessa proposta. A prefeitura ainda disse que a área onde a Maria Fumaça será limpa até o final desta semana.

Unica parte da locomotiva que foi pintada esta sem cobertura e precisa de reparos.

Unica parte da locomotiva que foi pintada esta sem cobertura e precisa de reparos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.