PousoAlegrenet

Menu

Farol baixo já rendeu R$ 1 Milhão em Minas Gerais, mas acidentes diminuíram

Minas Gerais foi o segundo estado com mais flagrantes. Segundo PRF, houve redução de mais de 30% em acidentes, e de cerca de 50% em óbitos e feridos graves.

Nova lei arrecadou mais de R$ 1 milhão no primeiro mês. Gabriel Jabur/ Agência Brasília

Nova lei arrecadou mais de R$ 1 milhão no primeiro mês. Gabriel Jabur/ Agência Brasília

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou nesta sexta-feira (12) que aplicou em Minas Gerais 124.180 multas em todo o Brasil por não uso do farol baixo durante o dia em rodovias federais. Os dados correspondem ao primeiro mês da nova lei, entre 8 de julho e 8 de agosto. Minas Gerais é o segundo estado com mais flagrantes (12.660). Goiás vem em primeiro com (14.683) e o Paraná em terceiro com (12.976).

O descumprimento da lei é considerado infração média, com 4 pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 85,13, que passará para R$ 130,16 em novembro próximo. Só em Minas Gerais, a nova lei já rendeu mais de R$ 1 milhão em multas.

Contram: farol baixo ajuda os motoristas a identificar outros veículos (Foto: PRF / Divulgação)

Contram: farol baixo ajuda os motoristas a identificar outros veículos (Foto: PRF / Divulgação)

Redução em acidentes e vítimas

Segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o farol baixo ajuda os motoristas a identificar outros veículos em direção contrária na via.

Segundo a PRF, no primeiro mês, foi registrada 117 acidentes do tipo colisão frontal em pista simples, contra 185 do mesmo período de 2015. A redução é de 36%.

Nesses acidentes o número de óbitos e feridos graves diminuiu 56% e 41% respectivamente. Já atropelamentos, segundo a PRF, houve redução de 34%.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.