PousoAlegrenet

Menu

Funcionários da Sumidenso fazem protesto e pedem benefícios em Pouso Alegre

Unidade de Pouso Alegre será fechada e mais de 700 funcionários devem perder o emprego na cidade

Funcionários protestaram contra o fechamento e por beneficios (Foto: Rede Social)

Funcionários protestaram contra o fechamento e por beneficios (Foto: Rede Social)

Funcionários da Sumidenso e o Sindicato dos Metalúrgicos fizeram um protesto em Pouso Alegre na tarde da quarta-feira (17) e manhã desta quinta-feira (18). Eles pediram por mais benefícios para os quase 700 trabalhadores que serão demitidos com o fechamento da unidade, anunciado no dia 10 de outubro. A unidade de São Gonçalo, com 200 funcionários, também será fechada.

Na quarta o sindicato organizou uma assembleia em frente à empresa. Depois representantes e trabalhadores foram às ruas do Centro da cidade onde realizaram a manifestação. Na manhã desta quinta outro protesto aconteceu na porta da fábrica em Pouso Alegre.

“Nós montamos uma proposta de pauta para a empresa, de 12 meses de convênio médico; 12 meses de cesta básica; um salário por ano trabalhado dos trabalhadores; uma gratificação para quem ficar até o final das atividades aqui”, explicou Francisco Pereira dos Santos Filho, presidente do sindicato.

Em nota oficial, a Sumidenso informou que parte da produção da empresa continuará no Brasil e outra parte será transferida para a unidade do Paraguai. E acrescentou que a decisão pelo fechamento foi tomada após vários estudos de mercado e que, devido à crise econômica do país, não tem outro caminho.

Ainda segundo a empresa, as atividades locais serão encerradas de forma gradativa até o fim de 2016. A multinacional diz ainda que vai cumprir integralmente com a quitação de todos os direitos trabalhistas previstos na legislação brasileira.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.