PousoAlegrenet

Menu

Padre condenado por abuso sexual se mata em presídio no Sul de Minas

Homem havia sido preso na última sexta-feira (5) em Santa Catarina, suspeito de ter cometivo abusos sexuais contra menores em Três Corações (MG). Ele já tinha sido condenado outras vezes por atos sexuais contra crianças

Padre era acusado de ter abuso de crianças (foto: Polícia Civil/Divulgação)

Padre era acusado de ter abuso de crianças (foto: Polícia Civil/Divulgação)

O padre Bonifácio Buzzi, de 57 anos, se matou neste domingo numa cela do Presídio de Três Corações (MG). Ele havia sido preso nesta sexta-feira (5) sob a suspeita de ter cometido abusos sexuais contra menores em Três Corações (MG).

Buzzi já havia sido condenado a 20 anos de prisão por abusar de um garoto de 10 anos em Mariana (MG). Ele ficou preso entre 2007 a 2015, quando passou a cumprir a pena em liberdade.

Neste ano, a Polícia Civil de Minas Gerais recebeu a denúncia de que ele teria voltado a praticar os crimes. Segundo o delegado regional de Três Corações, Pedro Paulo Marques, ao saber das novas denúncias, o padre fugiu para Santa Catarina, onde foi localizado e depois trazido para Três Corações.

O delegado regional de Três Corações, Pedro Paulo Marques, que comandou a operação que cumpriu mandado de prisão preventiva contra o padre, confirmou o suicídio do religioso, mas disse que o acusado já estava sob responsabilidade da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), e não soube informar detalhes de sua morte.

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), também confirmou o suicídio. Segundo o portal Estado de Minas, a informação inicial é de que Bonifácio Buzzi estava numa cela isolada, no sistema de presos provisórios, sem contato com outros detentos. Ainda segundo o Estado de Minas, o corpo dele foi encontrado pendurado numa corda feita por lençois. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal da cidade.

Citado em filme

De acordo com a Polícia Civil, o caso de Buzzi é citado no filme “Spotlight”, vencedor do Oscar deste ano e que conta a história verídica de um escândalo de pedofilia divulgado pelo jornal “The Boston Globe”.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.