PousoAlegrenet

Menu

Temporal alaga ruas, causa prejuízos e acidentes em Pouso Alegre

Em 20 minutos choveu 65mm, o previsto para 10 dias. Água invadiu lojas e até setor de hospital. Carros foram inundados e houve acidentes no trânsito

Um temporal alagou ruas e causou prejuízos em Pouso Alegre na noite desta segunda-feira (19). A chuva começou por volta das 22h. Segundo a Defesa Civil, choveu 65 milímetros em 20 minutos, valor previsto para 10 dias.

Água entrou no setor de emergência do Hospital das Clínicas Samuel Libânio

Além do Centro, pelo menos outros 10 bairros ficaram alagados e tiveram enxurradas, como Primavera, Faisqueira, Fátima, Árvore Grande e Shangrilá. Até o setor de emergência do Hospital das Clínicas Samuel Libânio foi inundado. O teto de um cinema também não suportou a água, e uma sessão teve de ser interrompida.

O temporal também causou prejuízos para donos de veículos. Além dos carros que foram inundados, houve acidentes no trânsito. Próximo ao SerraSul Shopping houve batida de veículos e um carro saiu da pista. Não há informações sobre feridos.

Água invadiu lojas

No centro da cidade várias ruas ficaram alagadas e lojas foram invadidas pela água. Alguns decidiram não abrir nesta terça-feira (20), enquanto outros passaram da meia noite limpando as lojas.

Na travessa João Kersul moradores dizem que a água subiu quase um metro, e que todo o lixo levado pela água tem descido para a rua. “A agua passa e a rua fica fedendo”, disse a moradora Claudia Baret.

Rua Bom Jesus. Foto: Redes Sociais

As ruas Comendador José Garcia, Bom Jesus e Monsenhor Dutra foram mais uma vez as mais afetadas. As três ficaram meses interditadas para ampliação das galerias pluviais, mas sempre que chove forte, tem alagado. A ultima vez foi a menos de 15 dias. “Parece que depois das obras piorou”, disse um comerciante.

Antes da obra a prefeitura divulgou que a ampliação resolveria o problema. Para o secretário de defesa Social a obra não resolveu, mas amenizou: “Nenhuma galeria iria comportar esse volume de água. Podia ter mais outra galeria que não comportava. Se não tivesse essa galeria, já imaginou o que seria dessa rua com essa quantidade de água? Resolveu todo o problema? Não. Não resolveu. Mas resolveu 75%? Resolveu”, disse Antônio Carlos Mendes.

Na rua Comendador José Garcia uma árvore caiu, e na Monsenhor Dutra a chuva abriu um buraco. Na manhã desta terça-feira (20), equipes da prefeitura cuidavam da limpeza de bueiros e da retirada da lama.

Asfalto cedeu na Rua Monsenhor Dutra, onde houve obras de ampliação da galeria pluvial (Foto: PousoAlegrenet)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.