PousoAlegrenet

Menu

Há exatos 97 anos, incêndio atingiu Catedral de Pouso Alegre

Na noite do dia 15 de fevereiro de 1920, Catedral pegou fogo, que foi apagado com a ajuda de mais de mil pessoas

Catedral de Pouso Alegre no inicio do século passado

Aconteceu no dia 15 de fevereiro de 1920. Há exatos 97 anos atrás. Eram onze horas da noite quando os sinos da Catedral de Pouso Alegre começaram a tocar.

O guarda noturno Antônio Borges avistou o princípio de incêndio e subiu a até a torre e conseguiu tocar os sinos, alardeando a população. Para piorar a situação, assim que o alarme foi dado houve uma pane na rede elétrica, causando ainda mais alvoroço.

Por sorte, como era de costume, os cinemas que existiam na cidade estavam cheios, e centenas de frequentadores e moradores das redondezas se aglomeraram rapidamente em frente à catedral para ajudar a conter as chamas. Mais de mil pessoas, entre civis, militares e a população em geral, compareceram para ajudar, utilizando como recurso, a água do tanque do jardim municipal. Os moradores carregavam a água em jarros e latas. O padre Waldomiro do Amaral foi chamado e foi ele quem tirou o Santíssimo Sacramento do Sacrário.

Em 1949, Catedral foi reconstruída

O fogo havia tomado a igreja de cima para baixo. Mas devido à ajuda da população, as labaredas cessaram em menos de uma hora. Tendo queimado apenas o forro da capela do Santíssimo. Se não fosse por Antônio Borges que avistou rapidamente as chamas e os pouso-alegrenses prestativos, talvez a Catedral tivesse sido completamente destruída pelo fogo.

Chamas na torre da Catedral deram susto em 2011

Novena do Bom Jesus em 2011 (Foto: Reprodução Católicos Web TV)

No dia 28 de julho de 2011 durante a abertura da novena do Bom Jesus em Pouso alegre, a cidade recebeu a visita do Padre Robson de Oliveira do Santuário do Divino Pai Eterno de Trindade, Goiás. A missa foi celebrada na Avenida Doutor Lisboa e atraiu mais de quinze mil fiéis de Pouso alegre e das cidades vizinhas.

Após o encerramento de uma queima de fogos ocorrida nas torres da catedral, algumas pessoas que acompanhavam a missa, notaram labaredas em uma das torres da igreja. Minutos depois o próprio Padre Robson falou ao microfone e alertou os bombeiros que estavam na praça por causa do evento de grandes proporções de que havia fogo na torre da Catedral.

Felizmente as chamas foram contidas rapidamente. O fogo havia iniciado nas quatro caixas de madeira que serviam de base para os fogos de artifício, e embora tenha levantado uma imensa labareda, não causou nenhum dano à igreja.

Agradecimentos: Tati Camilo, Márcio Balbino Pereira.
Fontes: Jornal A Gazeta de Pouso Alegre, livro Estórias do Mandu, de Eduardo Toledo.

Juliano Finamour

Juliano Finamour é Historiador e professor. Atualmente ministra aulas de história em escolas privadas e publicas em Pouso Alegre, Ouro Fino e Inconfidentes.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.