PousoAlegrenet

Menu

Goleiro Bruno se reúne com diretoria do Boa Esporte em Varginha

Jogador almoçou em restaurante e foi ao hotel onde jogadores ficam concentrados. Dirigente assumiu negociação

Bruno se reuniu com diretores do Boa (Foto: Redes Sociais)

O goleiro Bruno Fernandes está em Varginha, onde se reuniu com a diretoria do Boa Esporte. Bruno, que deixou a prisão há duas semanas, foi visto na tarde desta sexta-feira (10) por moradores almoçando em um restaurante de Varginha (MG) com a diretoria do clube. Após sair do restaurante, o goleiro se dirigiu para o hotel onde os jogadores do clube ficam concentrados.

“Eu vim aqui conhecer a estrutura do clube, estamos em fase de negociação, me agrada muito, é um time que está cada vez mais em alta, surpreendendo outros clubes, tenho amigos aqui que me falam muito bem, não vim aqui à toa, posso dizer pra você que alguma coisa pode acontecer de hoje para amanhã”, disse o goleiro a Globo Esporte.com

Segundo o portal UOL, o diretor de futebol Rildo Moraes confirmou o interesse na contratação do jogador de 32 anos: “Estamos em conversas há três anos já, com o Bruno e os seus advogados. Hoje ele está aqui em Varginha fazendo uma visita ao clube. Estamos conversando, vamos ver se vai dar tudo certo”, afirmou.

“Ainda não podemos falar sobre proposta, tempo de contrato. Estamos em conversas. É melhor aguardar o fim da negociação para passarmos tudo à imprensa”, acrescentou.

Em 2013, Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio, sua ex-namorada, e também pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. No dia 24 de março deste ano, Bruno deixou a APAC de Santa Luzia (MG) por decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Superior Tribunal Federal (STF).

Com passagem bem-sucedida pelo Flamengo, onde se sagrou campeão brasileiro em 2009, o atleta foi condenado pela morte da atriz e modelo Eliza Samudio. Bruno deixou a prisão na última semana e, desde então, recebe assédio de vários clubes.

Com passagem bem-sucedida pelo Flamengo , o passado do jogador fora dos gramados não incomoda o dirigente do BOA: “Não podemos julgar ninguém. Isso não cabe a nós. Vamos ver como as coisas caminharão e, quando houver um desfecho, passaremos para vocês [da imprensa]”, declarou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.