PousoAlegrenet

Menu

Prefeitura volta atrás e não descontará dia dos professores que paralisaram em Pouso Alegre

Comunicado foi feito nesta terça-feira (21). Anúncio feito no dia 14 de que descontaria o dia foi visto como intimidação por professores

Prefeitura voltou atrás e não descontará dia dos professores que paralisaram

A Prefeitura de Pouso Alegre decidiu que não descontará o dia dos professores que paralisaram para protestar contra a reforma da previdência. O comunicado foi feito nesta terça-feira (21), após reunião do prefeito com vereadores na segunda-feira (20).

Na terça-feira (14), a prefeitura havia anunciado que descontaria o dia dos professores e funcionários que paralisassem na quarta-feira (15). A atitude foi criticada por professores e pelo sindicato da categoria, que acusaram a prefeitura de intimidação.

Para cumprir os 200 dias letivos, professores e funcionários que paralisaram terão que cumprir um dia a mais de serviço. Já os que compareceram ao serviço, mas acabaram não podendo trabalhar devido a paralisação, receberão horas extras pela reposição.

Deixe um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.