PousoAlegrenet

Menu

7 verdades que aconteceram em Pouso Alegre mas que parecem mentira

Alguns fatos acontecidos em Pouso Alegre parecem mentira de 1º de abril, mas realmente aconteceram

Pouso Alegre é uma cidade que tem muita história para contar. Mas tem algumas histórias que são tão peculiares, que muita gente duvida de começo. Várias dessas histórias dariam facilmente para serem contadas no 1º de abril, dia da mentira, só que elas realmente aconteceram.

1 – Estátua do Cristo Redentor de Pouso Alegre caiu

Milhares de pessoas em todo o mundo assistiram no filme “Fim do Mundo” (2012) a cena da queda do Cristo Redentor do Rio Janeiro. Mas quem morava em Pouso Alegre em 1999 não precisou pagar ingresso, e viu a Estátua do Cristo da cidade cair ao vivo. Se tivesse acontecido no dia 1º de abril, até poderia ser mentira, mas ele caiu foi no dia 31 de outubro, dia das Bruxas. Veja a história no vídeo abaixo:

2 – Roubaram a imagem do menino Jesus

Se já não bastasse terem permitido a Estátua do Cristo cair, 10 anos depois (2009) resolveram roubar o “menino Jesus” da manjedoura, bem no dia da inauguração do presépio. É cada uma. Tanta coisa de alto valor financeiro que ‘dá sopa’ por ai! Não deu pra entender. Mas se roubar é pecado, roubar o menino Jesus com certeza é pecado em dobro. Veja a história no vídeo abaixo:

3 – Cavaleiro Mascarado atacava homens com chicote pela madrugada

Não, essa história não foi tirada dos contos do “Zorro”. Nos anos 70 houve mesmo um cavaleiro mascarado que saia pela madrugada dando chicotadas em homens casados que estivessem “perambulando” pelas ruas próximas as casas de prostituição. Teve muito boêmio que chegou em casa com o lombo ardendo. Mas também teve muita mulher que achou “bão demais” ter esse tal justiceiro a solta. Veja a história no vídeo abaixo:

4 – Homem condenado a morte foi executado em pouso Alegre

Sentença de morte é proibida no Brasil. Mas não foi sempre assim. Em 1846 o escravo Antônio Congo foi condenado a forca por assassinar o seu Senhor. Ele tinha ciúmes da “amizade” que o seu senhor tinha com a sua esposa. Mas o povo de Pouso Alegre não gostou da sentença não. Veja a história no vídeo abaixo:

5 – Pouso Alegre teve campo de prisioneiros durante a 2ª Guerra Mundial

O papel do Brasil não foi lá um dos mais destacados na 2ª Guerra Mundial, mas a pequena Pouso Alegre não ficou de fora da “briga”. Muitos prisioneiros de guerra ficaram “hospedados” aqui, no campo de prisioneiros onde é o 14º GAC. Isso fez Pouso Alegre entrar na mira dos inimigos, em especial dos japoneses. Eles se passaram até por pasteleiros chineses para espionar o campo de prisioneiros e tentar arquitetar um plano. Veja a história no vídeo abaixo:

6 – Pouso Alegre ficou seis meses sem energia elétrica.

Se hoje ficar algumas horas sem energia é quase o “fim do mundo” para muita gente, imagina ficar 6 meses sem energia elétrica. E não, isso não aconteceu na época do “lampião”. Foi em 1941, 36 anos depois da chegada da luz elétrica na cidade. Na época, os pousoalegrenses costumavam fazer criticas a situação usando o trocadilho: “Pouso Alegre, cidade que seduz! De dia falta água, de noite falta luz!”. Veja a história no vídeo abaixo:

7 – O futebol já existia em Pouso Alegre antes de Charles Miller

Que Charles Miller que nada. Os pousoalegrenses já dominavam a pelota bem antes do bigodudo trazer o esporte para o Brasil em 1884. Os registros disponíveis na Hemeroteca Nacional Brasileira mostram que o futebol fazia parte da disciplina de Educação Física de um Colégio de Pouso Alegre em 1882.

A descoberta foi recente, e foi noticiada em primeira mão pelo PousoAlegrenet. Saiu depois nos maiores veículos de notícia do país.

A verdade é que o bigodudo não inventou e nem trouxe o futebol ao Brasil, mas ele foi o primeiro grande incentivador da criação dos clubes e campeonatos no país, o que deu ao esporte outra proporção. Veja a história no vídeo abaixo:

BÔNUS- Pouso Alegre já foi a capital de Minas Gerais

Essa última parece “zoeira”, mas não é! Pouso Alegre foi sim Capital de Minas Gerais. Pelo menos por 3 dias. Durante a enchente do ano 2000, em um ato político, o então governador Itamar Franco, transferiu para Pouso Alegre a sede do Governo, transformando a cidade em Capital provisória de Minas Gerais. Veja a história no vídeo abaixo:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.