PousoAlegrenet

Menu

Moradores reclamam da falta de manutenção e das regras do Parque Municipal de Pouso Alegre

Mato alto, falta de aviso sobre jacaré, desativação das tirolesas, irregularidade do piso são reclamações. Prefeitura diz estar tomando as providências. Sobre proibição quanto a cachorro, prefeitura justifica que local é uma unidade de conservação ambiental

Mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

A situação em que se encontra um dos principais pontos de lazer de Pouso Alegre tem incomodado muitos moradores. O Parque Municipal Prof. Fernando Afonso Bonillo está com uma série de problemas, e a impressão de quem visita, é de que está praticamente abandonado. Nossa equipe esteve neste domingo (23) no parque e pode constatar o atual estado do local.

Famílias e jovens se divertem no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Jovens passeiam em meio ao mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Uma parte do gramado estava bem cuidada, e centenas de jovens e famílias se divertiam na área. Porem, em outra grande parte, que era grama rasteira, está no mato alto.

Alem do risco de aranhas e outros animais, um jacaré fica solto no lago. Mas a faixa pedindo que os visitantes não se aproximassem da beira do lago não se encontra mais no local. Já as Capivaras, que até o ano passado era presença constante no parque, não estão mais por lá.

Jovens se arriscam buscando bola que caiu no meio do mato alto, próximo ao lago (Foto: PousoAlegrenet)

Proximidade do lago não tem aviso quanto ao jacaré (Foto: PousoAlegrenet)

As tirolesas foram completamente desativadas. A grande funcionou pouquíssimas vezes, mas a infantil costumava funcionar em muitos finais de semana, e divertia muitas crianças.

Segundo o aposentado Antônio Ribeiro, o parque não costumava ficar assim: “Um lugar tão bonito, desse jeito. Dá dó né? Sempre venho fazer caminhada aqui, e nunca vi o parque desse jeito, tão abandonado”, reclama o aposentado.

Terreno irregular demanda atenção de quem faz caminhada ou corrida no local (Foto: PousoAlegrenet)

Terreno irregular demanda atenção de quem faz caminhada ou corrida no local (Foto: PousoAlegrenet)

O parque também é muito usado para fazer caminhada e corrida. Porém, os buracos, a irregularidade do chão, e as raízes expostas das árvores, tanto na parte de asfalto, quanto de terra, atrapalham a prática. É comum ver gente tropeçando nos buracos e raízes, o que pode causar lesões e torções.

“Tem que ter muita atenção. Às vezes venho correr aqui pra respirar um ar puro. Mas se não prestar bastante atenção, principalmente naquela parte [terra], é fácil de machucar. Não dá pra correr apreciando a vista não”, alerta o administrador Leandro Martins.

Mesmo sendo proibido, morador entrou com cachorro no local (Foto: PousoAlegrenet)

Além dos problemas de manutenção, moradores também questionam a regra que impede a entrada de animais de estimação. Para a administradora Ana Lúcia, muitas pessoas gostariam de poder levar os animais para passear no parque: “Acho que todo mundo que tem [cachorro] gostaria de poder passear com eles aqui. Bem melhor do que na rua”, disse.

Resposta da Prefeitura

Procuramos o Secretário de Meio Ambiente, Fábio de Paiva Garcia Filho, para falar sobre as questões acima. Sobre o mato alto, Fábio informou que uma equipe da prefeitura esteve nesta segunda-feira (24) no parque para realizar a roçada do mato alto.

Mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Sobre o Jacaré e as Capivaras, o secretário explicou que o parque é uma unidade de conservação ambiental, e que a prefeitura não pode intervir quanto aos animais. “É um jacaré de papo amarelo, um animal nativo do local. Legalmente não podemos fazer nada quanto ao jacaré. Só posso colocar uma placa para as pessoas tomarem cuidado, porque ali é o habitat dele. Não posso capturar o jacaré. Estaríamos incorrendo em um crime. Aquilo é uma unidade de conservação ambiental devidamente registrada e legalizada, que tem regras a cumprir, onde tem estudo científico, biológico, tem convênio com universidades”, explicou.

Sobre a placa de aviso quanto ao jacaré, o secretário disse que havia uma placa no local, mas que irá resolver o problema.

Sobre os cachorros, Fábio explicou o motivo da não liberação: “Lá também é uma área onde as pessoas podem usufruir, mas é uma área de conservação ambiental. Não posso liberar som, porque som impacta o meio ambiente. Não posso entrar com animais, pois é uma área de conservação, não posso colocar outros animais. Muitas vezes não conseguimos controlar, mas eu não posso permitir que entrem”, conta.

Tirolesa desativada (Foto: PousoAlegrenet)

Tirolesa desativada (Foto: PousoAlegrenet)

Sobre a tirolesa, Fábio disse que ela foi removida porque da forma como estava não havia uma segurança mínima. “Do jeito que esta lá, ela não dá uma estrutura mínima para as crianças brincarem. Para isso precisaremos ter agentes no parque, que nós não temos. Estamos com um firme propósito de reformar o horto, mas por enquanto ela foi retirada porque oferece perigo”, explica.

Terreno irregular demanda atenção de quem faz caminhada ou corrida no local (Foto: PousoAlegrenet)

Terreno irregular demanda atenção de quem faz caminhada ou corrida no local (Foto: PousoAlegrenet)

Sobre o piso esburacado, o secretário não prometeu melhorias, mas diz que há um projeto de revitalização do parque: “A gente deve fazer uma mini-reforma, que pretendemos entregar na semana do meio ambiente. Recebemos um lugar completamente degradado e enfrentamos meses de muita chuva. Nossa intenção é conseguir verbas e patrocínio para arrumar. Não vamos fazer promessas. Mas nós também desejamos. Até agora [desde a posse] não passou 15 dias sem chover. Temos um projeto de revitalização do horto, que esta em andamento, e aos pouco estamos fazendo as adequações”, finaliza.

Mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Um dos principais pontos de lazer da cidade, parque fica lotado aos finais de semana (Foto: PousoAlegrenet)

Famílias e jovens se divertem no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Mato alto no parque (Foto: PousoAlegrenet)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.