PousoAlegrenet

Menu

Cachorrinha é encontrada após ser roubada e torturada em Pouso Alegre

Cadela da raça Shitsu estava dentro de um saco plástico, com arame farpado enrolado no rabo e com sinais de espancamento

Cadela da raça Shitsu sofreu agressões (Foto: Renato Alcântara)

Uma cadela foi encontrada nesta terça-feira (13) após ser roubada e torturada em Pouso Alegre. A dona do animal, Beatriz Rodrigues Lima, de 18 anos, suspeita que o crime tenha sido realizado por uma vizinha, que teria uma desavença com a família.

Beatriz conta que está mudando de casa e a cachorrinha tem ficado no sítio do padrasto, em São Sebastião da Bela Vista. Ao chegar no local na segunda-feira as 18 horas, a cachorrinha não foi encontrada.

Segundo a dona, uma vizinha disse que viu a cachorra ser espancada por uma outra vizinha, que tem desavença com a família. Sem ainda saber ao certo o que teria acontecido, a dona registrou o desaparecimento ainda na segunda-feira (13) e saiu a sua procura, colocando cartazes para tentar acha-la.

A cachorrinha foi encontrada no bairro Costa Rios por volta do meio dia da terça-feira (13). O corretor de seguros, Renato Alcântara, contou que ao passar pela rua, viu que algo estava se mexendo dentro de um saco plástico. Ele parou o carro, e ao abrir o saco viu a cachorrinha, toda machucada, com sinais de tortura, e com o rabo amarrado ao saco por arame farpado.

Cachorrinha foi encontrada dentro de saco plástico amarrada com arame farpado (Foto: Renato Alcântara)

Cachorrinha foi encontrada dentro de saco plástico amarrada com arame farpado (Foto: Renato Alcântara)

“Até que ponto vai o ser humano! Aí eu penso, quem faz isso com um pobre animal, faria o que com os pais, filhos ou avós?”, questionou Renato em uma publicação que fez nas redes sociais.

Com a ajuda do amigo David Maritan, ele conseguiu resgatar a cachorrinha e leva lá a um veterinário. Por coincidência, Beatriz estava no consultório da esposa de David, e acabou vendo a publicação.

Beatriz com a Laila, a mãe, e o dono do PetShop que cuidou da cadelinha

Família da cachorrinha (esq) com os heróis Renato e esposa (centro) e David e esposa (direita)

A cachorrinha é da raça Shitsu e se chama Laila. Ela recebeu tratamento veterinário, está tomando medicação e passa bem. A cadelinha ainda irá passar por uma avaliação para verificar a necessidade de uma cirurgia no olho.

“Agora vamos apurar certinho, se foi mesmo a vizinha. Vamos atrás”, afirma Beatriz, que é só felicidade por ter encontrado a cachorrinha. Maltratar animais é crime. A pena é de multa e três meses a um ano de prisão.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.