PousoAlegrenet

Menu

Novo conselho diretor provisório da FUVS é definido em audiência de conciliação

Novo Conselho Diretor Provisório ficará no comando da FUVS até que uma nova eleição seja realizada

Andrea Adão, Coronel Cássio e Dr. Felix foram escolhidos para o conselho diretor provisório

Uma audiência de conciliação realizada na tarde desta segunda-feira (4) no Fórum de Pouso Alegre definiu qual será o conselho diretor provisório da Fundação de Ensino do Vale do Sapucaí (FUVS).

Os escolhidos são:

  • Dr. Felix Bazzano, médico, professor, já foi reitor da FUVS;
  • Coronel Cássio Antônio Fernandes, comandante da 17ª Região da Polícia Militar;
  • Andréa Adão, Superintendente Regional de Ensino.

O novo Conselho Diretor Provisório ficará no comando da FUVS até que uma nova eleição seja realizada. Até lá, um relatório diário terá que ser apresentado ao Ministério Público. A expectativa é que a eleição ocorra em 90 dias.

Como será feita a eleição

A eleição será feita nos moldes do estatuto antigo da Fundação, que foi revigorado. Nele, o Governador do Estado tem o poder de decidir entre as opções eleitas pela Assembleia da Fundação, que é formada por membros da diretoria e reitoria da FUVS, mas na sua maioria, por instituições da comunidade, como a ACIPA, PM, FDSM, Arquidiocese, e outros.

Podem se candidatar funcionários da FUVS e membros da comunidade. Cada funcionário da FUVS tem direito a votar em um dos funcionários inscritos, e os dez nomes mais votados vão para votação na assembleia. Já os membros da comunidade apresentarão seus currículos à Assembleia Geral da Fundação.

Os membros da assembleia votam e elegem 4 representantes da comunidade e 8 funcionários. Os mais e menos votados são divididos em duas listas sextuplas, com 2 representantes da comunidade e 4 funcionários em cada lista.

Essas duas listas serão entregues ao Governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), que escolherá qual delas será nomeada.